Lamborghini e Land Rovers apreendidos em investigação de fraude na venda de criptomoedas

Siga no

Autoridades do Canadá apreenderam carros de luxo e congelaram contas bancárias de propriedade dos líderes da FUEL, uma criptomoeda fraudulenta vendida através de ICO (oferta inicial de Moeda). O projeto arrecadou mais de US $ 22 milhões (ICO) desde 2017.

Documentos judiciais mostram que “a empresa de serviços blockchain” Vanbex arrecadou US $ 22 milhões (R$ 85 milhões) em criptomoedas e dinheiro fiduciário sem nenhuma intenção de entregar o produto, no caso, o token FUEL a seus clientes, informou a CoinDesk.

As autoridades do Canadá disseram que os fundadores da Vanbex, Kevin Hobbs e Lisa Cheng usaram o dinheiro dos clientes para financiar um estilo de vida luxuoso, que incluiu a compra de dois Land Rovers, uma mansão de US $ 3 milhões em Vancouver, e a locação de um Lamborghini Aventador S.

“A Vanbex nunca entregou sua blockchain, apesar de ter levantado milhões de dólares ao longo de vários meses em 2017”, diz uma declaração juramentada. Hobbs e Cheng adquiriram riqueza pessoal súbita e substancial, incluindo imóveis e veículos, desviando os fundos dos investidores da Vanbex para suas próprias contas pessoais para uso pessoal […]”.

Declarações judiciais relacionadas mostraram que a dupla foi condenada a não pedir empréstimos ou vender seus bens pelos próximos meses, enquanto as investigações de fraude continuam. Suas contas bancárias (avaliadas em quase US $ 1 milhão) também foram congeladas.

Fundadores negam as acusações

Outros documentos da corte detalham o passado criminoso de Hobbs. De fato, graças a algumas atividades duvidosas na Nova Escócia, Hobbs tem um histórico canadense bastante notável, que inclui posse ilegal de drogas, tráfico e produção ilegal de maconha, posse de bens obtidos criminalmente e condenações por lavagem de dinheiro.

Deve-se notar que Hobbs e Cheng negaram as alegações de fraude, dizendo a CoinDesk que as investigações são o resultado de “falsas alegações de um ex-contratado”.

Eles também refutaram as alegações de que haviam feito promessas sobre o possível valor futuro dos tokens FUEL e que a Vanbex não criará produtos utilizáveis. Eles disseram ainda que as contas bancárias da Vanbex permanecem ativas.

Investigações estão em andamento, e nenhuma decisão criminal foi tomada. Hobbs e Cheng confirmaram que a Vanbex está cooperando com as autoridades.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br
Mulher com aplicativo de Bitcoin comprar e vender

Ex-presidente da CVM faz alertas sobre compra de Bitcoin por empresas de capital aberto

A compra de criptomoedas por grandes empresas continua a chamar atenção do mercado financeiro, com algumas se questionando se elas podem ou não comprar...
Empresa Suzano Celulose

Suzano manda oficiar corretoras de criptomoedas em processo na justiça

Em um processo que corre na justiça desde 2018, movido pela Suzano Papel e Celulose S/A, a justiça mandou oficiar algumas corretoras de criptomoedas....
Mercado Bitcoin

Volume do Mercado Bitcoin cresce e corretora pode abrir capital na bolsa

O volume de negociações de uma das maiores corretoras de criptomoedas do Brasil, o Mercado Bitcoin, cresceu 862% no mês de abril quando comparado...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias