Malware do Mac rouba credenciais de login para acessar carteiras de criptomoedas

Siga no

A equipe global de inteligência contra ameaças cibernéticas Palo Alto Networks’ Unit 42 descobriu um novo malware que rouba cookies do navegador e salva senhas dos usuários de Mac para obter acesso a contas de exchanges e carteiras de criptomoedas.

Os pesquisadores acreditam que o malware, que foi nomeado de CookieMiner, pode ignorar a autenticação de 2 fatores (2FA) nesses sites, garantindo aos invasores acesso total à conta da vítima.

Cookies são amplamente usados ​​para autenticação em diversos sites. Quando um usuário faz login em um site, seus cookies são armazenados para que o servidor Web saiba o status de login. Se os cookies forem roubados, o invasor poderá entrar no site para usar a conta da vítima. 

De acordo com o relatório, o malware examina os cookies do navegador da vítima do Google Chrome e do Safari, obtendo acesso a senhas e registros de SMS dos backups do iTunes para encontrar dados associados a carteiras de criptomoedas e corretoras.

O malware instala na máquina infectada um falso software de mineração de Monero. Apesar de sua aparência, o software é usado para minerar uma moeda menos popular baseada na Zcash – a Koto. Por fim, o CookieMiner faz download de outro script para conceder aos atacantes controle remoto no computador da vítima.

Um resumo do comportamento do CookieMiner:

  • Rouba cookies do navegador Google Chrome e Apple Safari da máquina da vítima
  • Rouba nomes de usuário salvos e senhas no Chrome
  • Rouba credenciais de cartão de crédito guardadas no Chrome
  • Rouba mensagens de texto do iPhone se o backup for feito no Mac
  • Rouba dados e chaves das carteiras de criptomoedas
  • Mantém controle total no computador da vítima usando o backdoor EmPyre
  • Minera criptomoeda no computador da vítima

O malware “CookieMiner” tem objetivo claro de gerar lucro aos atacantes, coletando informações de credenciais de exchanges e minerando criptomoedas. 

Se os invasores tiverem todas as informações necessárias para o processo de autenticação, o 2FA pode ser quebrado. Os proprietários de criptomoedas devem ficar de olho em suas configurações de segurança e ativos digitais para evitar comprometimento e vazamento.

Os usuários da Palo Alto Networks estão protegidos pelo WildFire, que é capaz de detectar automaticamente o malware. Os usuários do AutoFocus podem rastrear essa atividade usando a tag StealCookie .

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org
Peter Thiel, bilionário cofundador do Paypal

Bilionário americano diz que Bitcoin é o mercado mais honesto do país

Peter Thiel, bilionário e cofundador do PayPal, falou sobre o preço e o valor do Bitcoin durante conferência da The Federalist Society sobre leis...
Luciano Hang durante CPI da Pandemia

Luciano Hang zomba da CPI da Pandemia com “Biticóil” e “Crepetomoeda”

Luciano Hang citou que o "Biticóil" e a "Crepetomoeda" foram duas palavras novas adicionadas ao dicionário mundial, zombando do relatório da CPI da Pandemia. Nas...

“Bitcoin a 60 mil dólares é sinal de que o governo está em perigo”,...

O Bitcoin está sendo negociado em valores recordes desde o começo desta quarta-feira (20) e sempre que a criptomoeda atinge um novo recorde, muitos...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias