Mastercard e Visa promovem indiretamente bitcoin ao aumentar taxas nos EUA

-

Siga no
Anúncio

Se você é um comerciante nos EUA e aceita Mastercard ou Visa como forma de pagamento, em breve experimentará um aumento nas taxas de transações. Esses aumentos entrarão em vigor em abril deste ano e provavelmente aumentará o ódio que já existe entre fornecedores e provedores de pagamento.

Com base em uma matéria da The Wall Street Jornal, os aumentos das taxas terão impacto inicial nas taxas de intercâmbio. Estas são as taxas que os fornecedores pagam aos seus bancos quando executam uma transação com cartão de crédito. O processamento das taxas de pagamento que os bancos pagam à Mastercard e a Visa também aumentará.

A Visa confirmou que as taxas serão aumentadas em abril, mas elas serão aplicadas apenas aos bancos e não aos fornecedores. O problema é que os bancos raramente absorvem custos,  afinal, isso reduz os lucros. É mais do que provável que eles passem esses aumentos para os comerciantes que usam seus serviços.

Anúncio

Assim como os bancos, os comerciantes também querem ter lucro nas transações, isso significa que eles terão que decidir se vão ou não repassar as taxas para seus clientes, ou seja, no final das contas, esses aumentos significam que todos nós seremos afetados.

Essas empresas de cartões gostam de justificar seus aumentos dizendo que, para evitar furtos e fraudes, devem atualizar as medidas de segurança. Eles também são rápidos em afirmar que, se um comerciante aceita pagamentos com cartão, é provável que recebam vendas adicionais.

No quarto trimestre de 2018, a receita da Visa caiu para US $ 2,85 bilhões, o que mostra uma queda de 33% em relação ao quarto trimestre de 2017. A Mastercard também teve uma baixa de 33% no quarto trimestre, passando de US $ 1,9 bilhão para US $ 1,43 bilhão do ano anterior.

Talvez esses aumentos de taxas sejam necessários para cobrir o rombo de US $ 6,2 bilhões que as empresas de cartão precisam fazer depois de perder um caso antitruste nos Estados Unidos. Claro, isso não deve ser o caso, já que ambas as empresas disseram que já deixaram esse dinheiro de lado.

Ou talvez as taxas nos EUA precisem ser aumentadas para ajudar a neutralizar os lucros reduzidos que as empresas estão sofrendo na Europa por causa de alegações antitruste que estão enfrentando no exterior. Simplificando, nenhuma dessas empresas é confiável.

Bitcoin e criptomoedas são alternativas

Se você não está procurando por outras opções, você deveria estar. Todo mundo que usa um cartão para suas transações está ficando sobrecarregado de alguma forma, graças a essas duas empresas.

Uma opção, que assusta tanto a Visa quanto a Mastercard, é o Bitcoin. É por isso que cada empresa insiste em cobrar taxas altas sempre que um cliente usa seu cartão para comprar Bitcoin.

Como as duas empresas insistem em se envolver em questões políticas, os clientes devem exigir que os comerciantes aceitem a criptomoeda como forma de pagamento. O argumento aqui é que, se os pagamentos com cartão aumentam as vendas, aceitar a criptomoedas abrirá todo um mercado de potencial inexplorado.

Especialmente desde que os esforços estão sendo feitos para tornar as taxas de criptomoedas e bitcoin menores. Na direção oposta em que os cartões de crédito estão indo.

A verdade simples é que todos nós estaríamos melhor usando criptomoedas.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

CoinMarketCap dando criptomoeda concorrente da IOTA

O campo das criptomoedas segue em alta em 2020 e muitos projetos promissores têm surgido. Para divulgar uma nova promessa, o CoinMarketCap está dando...

EUA multa serviço de Mixer de Bitcoin em U$ 60 milhões

Em uma decisão única e que pode abrir uma série de precedentes para o futuro, a FinCEN, órgão dos EUA responsável por combater crimes...

Brasileiro é acusado de fraudar programa de recompensas de criptomoeda

Um brasileiro foi acusado de ter fraudado um programa de recompensas da criptomoeda Monero, na acusação, Everton Melo teria copiado a análise de outro...