México faz alerta contra Bitcoin após bilionário do país apoiar moeda

Terceiro homem mais rico do país afirmou que está com 10% de seu patrimônio em Bitcoin.

Siga no
Nota de Peso Mexicano e Bitcoin no México
Nota de Peso Mexicano e Bitcoin

O México emitiu na última segunda-feira (28) um alerta contra o Bitcoin, após o terceiro homem mais rico do país apoiar a moeda. A medida mostra que o caminho adotado por lá será totalmente diferente do visto em El Salvador.

Maior país da América Central e importante na economia da América Latina, o México agora demonstra que o Bitcoin não será facilmente aderido no país.

Em comunicado conjunto, o Banco Central do México (Banxico), Secretária de Fazenda e Crédito Público (SHCP) e a Comissão Nacional Bancária e de Valores (CNBV), publicaram um alerta de quatro páginas contra o uso do que chamam de “criptoativos”.

Tudo pode ter começado após Ricardo Salinas, bilionário mexicano, informar que 10% de seu patrimônio está em Bitcoin hoje.

Além disso, no último dia 27 de junho, Salinas havia publicado que o Banco Azteca, onde é dono, estaria analisando uma entrada no mercado de Bitcoin.

“Bitcoin É uma boa forma de diversificar sua carteira de investimentos e acho que qualquer investidor deve começar a estudar sobre criptomoedas e seu futuro. Sobre BancoAzteca estamos trabalhando para trazê-los aos nossos clientes e continuar promovendo a  liberdade”

Autoridades do México alertam contra o uso do Bitcoin no país

O alerta das autoridades do México veio após a fala de Ricardo Salinas, afirmando que as criptomoedas não são dinheiro de verdade.

“Ativos virtuais ou cripto-ativos são mecanismos de armazenamento e troca de informações eletrônicas. Estes não têm valor intrínseco e suas características tecnológicas podem ter vários usos futuros que podem determinar seu valor.

Portanto, geralmente são ativos com um valor muito volátil e considerados especulativos. Embora possam ser trocados, não cumprem as funções de dinheiro, visto que a sua aceitação como meio de pagamento é limitada e não são uma boa reserva ou referência de valor.”

As autoridades lembraram que a Lei de Regulamentação das Instituições de Tecnologia Financeira, de 2018, institui o Banco Central do México para avaliar se as instituições poderão trabalhar com criptomoedas ou não.

No entanto, a Circular 4/2019 (DOF, 8 de março de 2019) definiu que as moedas digitais podem ser utilizas apenas “para a realização das operações e serviços que as referidas instituições celebram com os seus clientes, ou que eles próprios realizam por conta própria.

Assim, o alerta reafirma que as instituições devem ter autorização prévia para funcionamento, mas ainda serão vedadas de prestar alguns serviços, inclusive de trabalhar com Bitcoin, Ethereum e stablecoins.

“Assim, com base na regulamentação em vigor, as instituições financeiras não estão autorizadas a deter ou oferecer ao público operações com ativos virtuais, como Bitcoin, Ether, XRP, entre outros, incluindo depósitos ou qualquer outra forma de custódia, também como câmbio ou transmissão.”

Bilionário havia feito publicação pró-Bitcoin antes de mensagem de autoridades

Momentos antes da publicação das autoridades mexicanas, inclusive, o bilionário Ricardo Salinas compartilhou com seguidores pelo Twitter sobre a importância de diversificar com Bitcoin.

“O segredo de investir em Bitcoin é comprar agora e não vender. Só venda para uma finalidade específica ou por necessidade … e se você investir bem, a segunda não vai acontecer. Diversificar seus investimentos é necessário e inteligente.”

Com o alerta das autoridades mexicanas, não está claro assim se Salinas ainda tem planos de empreender com Bitcoin.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Ethereum vai ultrapassar o Bitcoin, diz CEO da Pantera Capital

O Ethereum está prestes a passar por uma de suas mais importantes atualizações, o hard fork London, em preparação para o Ethereum 2.0. Essa...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias