Minerador diz que exchanges de Bitcoin estão insolventes e recomenda saque

Diretor de mineração na Sovereign Mining e Consultor da CoinBeast, hodltarantula fez acusações graves às exchanges de Bitcoin. Através de suas redes sociais, o minerador afirma que as mesmas estão buscando contato com ele e outros profissionais para conseguir honrar os saques de seus clientes.

Investidor de Bitcoin pensativo enquanto encara site de exchange.
Investidor de Bitcoin pensativo enquanto encara site de exchange.

Conhecido pelo apelido de hodltarantula, um minerador está recomendando que as pessoas saquem Bitcoin das exchanges. O motivo, segundo o mesmo, é que estas empresas estão re-hipotecando estes bitcoins e por consequência estão insolventes.

Embora não tenha mencionado nenhum nome, a acusação do minerador é que ”muitas exchanges estão insolventes”. Como prova, apenas afirmou que elas estão procurando mineradores como ele para prover liquidez. O mesmo comportamento foi confirmado por outro minerador, este afirmando que isso acontece há anos.

Apesar de ser impossível saber se alguma exchange de Bitcoin está insolvente de fato, o recomendado é sempre manter suas criptomoedas na sua própria carteira. Afinal a frase “não são suas chaves, não são suas moedas” já virou uma regra para evitar dores de cabeça.

Acusações graves

Diretor de mineração na Sovereign Mining e Consultor da CoinBeast, hodltarantula fez acusações graves às exchanges de Bitcoin. Através de suas redes sociais, o minerador afirma que as mesmas estão buscando contato com ele e outros profissionais para conseguir honrar os saques de seus clientes.

“O Bitcoin nas exchanges está sendo re-hipotecado. Sei porque eles estão entrando em contato com mineradores como eu para buscar liquidez. Muitas exchanges estão insolventes.”

Explicando melhor, tais exchanges estariam emprestando os bitcoins, que não são seus e sim de seus clientes, para outras pessoas e empresas. Sendo assim, eles podem cobrar juros sobre o empréstimo, entretanto seus clientes é que estão arriscando seu dinheiro, sem consentimento ou divisão dos lucros.

Tal prática, de pedir empréstimos a mineradores, foi confirmada por outro usuário que afirma ter sido o fundador de uma grande empresa. Segundo este, isso acontece há anos, com exchanges buscando liquidez tanto de Bitcoin quanto de shitcoins.

De qualquer forma, sendo as acusações verdadeiras ou não, é sempre importante guardar suas criptomoedas foras de exchanges. Afinal por possuírem grandes montantes, estas são os principais alvos hacks, e, além disso, você só possui uma promessa de que seus BTC realmente existem.

Como saber se uma exchange está insolvente?

Embora muitas exchanges divulguem os endereços de suas ‘carteiras frias’ — onde a maioria dos bitcoins são armazenados — é impossível saber se tais montantes são suficientes para cobrir os saldos dos usuários.

Como exemplo, uma exchange pode mostrar um endereço com 100.000 BTC, contudo, o saldos dos usuários pode ser de 150.000 BTC, faltando 50.000 BTC. E todos pensarão que está tudo certo. Entretanto, já é melhor que nada.

Uma das únicas a tentar oferecer mais transparência é a Kraken. Através de uma auditoria chamada Prova de Reserva’ (Proof-of-Reserve), o próprio usuário consegue conferir se seus fundos estão nesta conta. Contudo, isso não é feito em tempo real, o que ainda possibilita brechas.

Por fim, é possível que uma maior transparência possa levar novos clientes a estas empresas. Sendo assim, talvez este seja o próximo padrão desta indústria que move bilhões todos os meses. Até lá, e até mesmo depois disso, mantenha seus bitcoins em sua própria carteira e não confie em ninguém.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias