Mineradores de Bitcoin e executivos de petróleo e gás se encontram nos EUA

Empresas de mineração de Bitcoin conversando para melhorar o uso de energia da rede.

Mineradores de Bitcoin trabalhando
Mineradores de Bitcoin trabalhando

O fato da Tesla comprar e começar a aceitar Bitcoin nas vendas de seus carros elétricos fez com que um debate caloroso envolvendo mineração surgisse, principalmente quando essa parou de aceitar a moeda digital.

A crítica é mediante ao fato de que a empresa, focada em energia limpa, estava aceitando uma moeda que gasta muita energia para ser gerada para pagamento.

Os investidores estão com um olho no Bitcoin e outro na sustentabilidade

Preocupadas com o meio ambiente, várias pessoas e empresas começaram a procurar por soluções para minerar Bitcoin de maneira mais ecológica.

Em um encontro secreto realizado no Texas, cerca de 200 pessoas dos ramos de mineração e combustíveis conversaram sobre negócios recentemente, segundo a CNBC.

O encontro realizado no Texas apresentou respostas que agradou ambos os lados.

Não é segredo para ninguém que as empresas de petróleo e gás enfrentam um problema quando, acidentalmente, perfuram uma formação de gás natural. Embora o petróleo possa ser armazenado em barris e enviado para qualquer lugar, o fornecimento de gás precisa de um gasoduto.

Além disso, o gás precisa ser vendido na hora, por qualquer preço. Outra solução é liberá-lo no ar, o que é negativo para o meio ambiente já que contribui com o efeito estufa.

Contudo, outra alternativa é queimá-lo. Porém, isto tem apenas 75% a 90% de eficiência, já que parte do metano escapa sem ser queimado.

“Quando soube que poderia ganhar tanto dinheiro por MCF (métrica usada para medir gás natural), em vez de apenas queimá-lo na atmosfera, com a mineração de bitcoin, não consegui PENSAR EM OUTRA COISA”

Estas foram as palavras de Hayden Griffin Haby III, que trabalha no ramo do petróleo há 14 anos e agora abriu seus olhos para o Bitcoin.

Os mineradores de Bitcoin também ficaram felizes com a conversa, pois quanto menos dinheiro gastarem com energia, maior serão os seus lucros — e esta fonte de energia no momento está sendo, literalmente, queimada.

A mineração do Bitcoin quer tornar mais sustentável ao dar utilidade para fontes de energias desperdiçadas

A conversa ocorreu poucos meses após a China ter banido a atividade de mineração em seu país, fazendo com que muitos empresários do ramo desligassem seus equipamentos e os transportassem para outros países.

Para garantir segurança na escalabilidade do plano de vender energia para os mineradores, o próximo passo seria conversar com políticos, já que uma proposta de lei que determina que mineradores sejam reconhecidos como corretoras está em votação — o que causaria prejuízos ao setor.

A mineração é um dos pilares que sustenta o Bitcoin, seu tamanho e sua descentralização são essenciais para a segurança do projeto.

Avanços, como o aproveitamento de fontes de energia que antes eram desperdiçadas, estão sendo trabalhados para deixar todo ecossistema melhor e mais sustentável.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias