Esposa quer acesso ao Bitcoin do falecido marido que tinha namorada secreta

"Fiquei arrasada ao descobrir".

Uma esposa procura ajuda para obter acesso ao Bitcoin de seu falecido marido nos Estados Unidos, em um caso complexo envolvendo até uma namorada secreta.

Como fundamento, o Bitcoin é uma moeda digital que está disponível apenas para quem tem a chave privada de uma carteira. Ou seja, do ponto de vista da tecnologia, deixar essa como herança é um processo que envolve bastante cuidado, visto que todo o valor pode ser perdido após a morte de seu detentor.

Um caso que chamou atenção na comunidade mundial foi sobre um dono de uma corretora chamada QuadrigaCX, que atuava no Canadá, e viu seu dono supostamente morrer e levar consigo todos os fundos da agora falida empresa e todos os seus clientes.

De qualquer forma, a mulher nos EUA pediu ajuda sobre seu caso particular em um portal, apontando que seu marido lucrava muito com Bitcoin, mas nunca lhe revelou nada sobre seus investimentos.

Esposa descobre que falecido marido tinha Bitcoin e quer saber se tem como obter acesso ao valor

Nesta segunda-feira (27), o site MarketWatch publicou um caso de uma esposa anônima que gostaria de entender mais sobre os fundamentos de seu caso. A pergunta foi encaminhada ao jornalista Quentin Fottrell, em seu quadro The Moneyist, que responde questões espinhosas envolvendo finanças e relacionamentos.

Segundo a esposa, seu casamento durou 33 anos e ela nunca suspeitou de que ele levava uma vida dupla, uma de casado e outra de solteiro. Na de solteiro, ele utilizava seus contatos de trabalho e acabou iniciando um relacionamento com uma namorada secreta.

Uma das surpresas que ela teve foi encontrar seis cartões de crédito com faturas de US$ 1 mil cada, algo que ela não tinha conhecimento. Depois, ela acabou notando que ele era um negociante de Bitcoin e estava obtendo lucros em suas posições no mercado.

Em dado momento, a esposa descobriu que seu falecido marido tinha uma conta bancária e de Bitcoin, na qual a namorada estava listada. Como ele não tinha plano funerário, a esposa agora quer obter o acesso ao valor.

“Aparentemente, a mulher estava listada em uma conta bancária e sua conta bitcoin – totalizando mais de US$ 50.000 no momento de sua morte. Ele não tinha plano funerário. Eu tenho algum direito a essas contas? Eu estou no estado de Washington.”

Mulher pode conseguir sacar metade se agir antes da namorada

Em resposta ao questionamento da esposa, Fottrell declarou que no estado de Washington a propriedade de casais pode ser acessada com a devida comprovação do falecimento pela esposa. Ao se apresentar às instituições bancárias, ela poderá reivindicar sua parte, que chega a metade do valor, ou US$ 25 mil.

Contudo, o jornalista alerta que ela deve correr e agir antes da namorada misteriosa, que como tem o registro habilitado para saque nas contas pode obter o valor integral que pertencia ao seu falecido marido.

Vale o destaque que, caso o valor em Bitcoin esteja depositado em corretoras pode ser mais fácil obter o acesso ao valor, mas em carteiras frias dificilmente ela terá acesso.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias