Início FASTLC Corretora cripto NovaDAX faz recarga de 62 cilindros de oxigênio para Manaus

Corretora cripto NovaDAX faz recarga de 62 cilindros de oxigênio para Manaus

Suprimento ajudará a salvar vidas na capital amazonense, que sofre há semanas com avanço dos casos de COVID-19.

A corretora de criptomoedas NovaDAX fez uma doação de R$25 mil à Transforma Brasil, plataforma de engajamento cívico, que está liderando diversas ações para compra e distribuição de cilindros de oxigênio, o principal gargalo da crise causada pelo grande aumento de casos de COVID-19 na capital do Amazonas. Com o montante doado pela empresa, será possível a recarga de 62 cilindros de 10 litros.

“NovaDAX é uma empresa brasileira, que desde 2018 atua para o fortalecimento do mercado cripto, que vem crescendo muito. Porém, neste momento, é impossível ser alheio aos problemas da nossa sociedade, especialmente com o colapso da saúde do Estado do Amazonas. Muitas organizações, empresas e pessoas públicas se mobilizaram para ajudar Manaus e não poderíamos ficar de fora dessa corrente positiva. Quisemos dar a nossa contribuição para ajudar a salvar vidas de brasileiros afetados pela pandemia”, afirma a
CEO Beibei Liu.

Esta corrente da qual a NovaDAX participou, encabeçada pela Transforma Brasil, já
arrecadou mais de 1,5 mil cilindros e contou com a participação de pessoas físicas,
organizações religiosas, empresas de diversos setores, celebridades, como o cantor Wesley
Safadão, e até esportistas, como os jogadores do time do Sport Club do Recife.

A NovaDAX é uma exchange global que nos últimos dois anos se tornou uma das empresas cripto mais populares do Brasil, com o maior número de pares de criptoativos e uma das exchanges com melhor avaliação na América Latina.

Em outubro de 2020 a NovaDAX lançou oficialmente sua operação europeia, com suporte para Euro (fiat-pares), em total conformidade com a regulação da União Europeia. A corretora pertence integralmente ao Abakus Group, dono da marca WeCash, unicórnio asiático avaliado em mais de US$ 1,5 bilhão.