Novo livro promete relevar a identidade de Satoshi Nakamoto

Ivy McLemore, fundadora da agência de marketing e relações-públicas, publicou um livro chamado “ Encontrando Satoshi: a verdadeira história por trás do misterioso criador de Bitcoin Satoshi Nakamoto ”.

Estátua Satoshi Nakamoto Hungria
Estátua Satoshi Nakamoto Hungria

A identidade de Satoshi Nakamoto é o maior mistério das criptomoedas. Enquanto nesses 13 anos muitos afirmaram ter criado o bitcoin, o mistério sobre a identidade de Nakamoto continua sem uma solução, mas ainda surgem novos “Satoshis” para tentar convencer de que eles são os criadores do Bitcoin. O Satoshi da vez é Bilal Khalid, que afirma em um livro recém-lançado que foi o criador da maior criptomoeda do mundo.

Bilal ficou conhecido por volta de 2019, quando começou a afirmar ser Satoshi Nakamoto, tudo isso intermediado por uma agência de publicidade chamada Ivy McLemore & Associates.

O site também afirma que ele usa nomes como James Caan ou James Bilal Caan, por algum motivo usando o mesmo nome do astro de filmes dos anos 70.

A primeira vez que ele declarou ser Satoshi foi em uma postagem em um blog em três partes no site satoshinrh.com chamada “My Reveal” (Minha Revelação). Na primeira parte, Khalid afirmava saber “fatos desconhecidos sobre a criação do Bitcoin” e alguns dos motivos que levaram à sua saída do criptomercado.

A revelação de Khalid foi reforçada pela agência de relações públicas Ivy McLemore & Associates, quando a empresa tuitou sobre o evento e contatou as equipes de notícias com as informações.

Após essas revelações e a ajuda da agência de publicidade, agora veio o “fruto” dessa campanha de Bilal, o lançamento de um livro, publicado justamente pela Ivy McLemore & Associates.

Ivy McLemore, fundadora da agência de marketing e relações-públicas, publicou um livro chamado “ Encontrando Satoshi: a verdadeira história por trás do misterioso criador de Bitcoin Satoshi Nakamoto ”.

A descrição do livro na Amazon não menciona Khalid por nome, dizendo apenas que:

“O livro oferece aos leitores a oportunidade única de se juntar a um repórter na busca de uma vida toda pelo criador do investimento de melhor desempenho do mundo. Ele analisa 40 candidatos e destaca a uma possibilidade pouco conhecida e debaixo do radar de muitos, com segredos impressionantes e não contados que apenas o criador do Bitcoin poderia saber.”

Página na Amazon do livro que promete revelar a identidade de Satoshi. Fonte: Bitcoin.com

Com isso, fica bem claro que existe um claro viés para a criação do livro, provavelmente tentando tornar Bilal famoso, tal como Craig Wright.

E as moedas perdidas de Satoshi?

Quando alguém diz ser Satoshi uma das primeiras coisas que vem em mente são as famosas moedas perdidas do criador do Bitcoin.

Com quase 1 milhão de bitcoins em sua carteira, Satoshi é dono de uma mega fortuna. Além disso, quem tem acesso as carteiras de Bitcoin de Satoshi pode provar facilmente que é criador do Bitcoin ao enviar uma transação assinada.

Então, Khalid tem acesso a essas criptomoedas? Como é se imaginar, não! Tudo isso por causa de um HD com defeito.

Em 2019 o autoproclamado inventor do Bitcoin diz que ligou o laptop Fujitsu que continha 980 mil bitcoin, e tudo o que mostrava era uma tela em branco. Como não sabia qual era  o problema, ele então decidiu enviar o laptop para um centro de reparos para consertá-lo e também deixou instruções específicas que diziam: “Não toque no disco rígido”.

A empresa de reparos explicou a Khalid que o disco rígido era o problema e que o hardware estava “totalmente morto”. E então, seus bitcoins foram todos perdidos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias