O que a queda do bitcoin tem em comum com ações de grandes empresas no mercado atual?

Investidores buscam maior qualidade com queda geral de investimentos de renda variável.

Bitcoin próximo de gráficos
Bitcoin próximo de gráficos

Com a queda do bitcoin e de ações de grandes empresas no mercado financeiro, um movimento similar pode ser visto pelos investidores de todo o mundo. Essa mesma regra se aplica às chamadas “penny stocks” e altcoins.

Desde a fundação do bitcoin em 2009, várias outras moedas alternativas chegaram ao mercado, com propostas diferentes e supostamente melhores. Contudo, nenhuma conseguiu ultrapassar o bitcoin em quesito tecnologia confiável e descentralizada até agora.

Assim, quem gosta das altcoins esperam pelos chamados momentos de “altseason”, quando essas alternativas passam a valorizar mais que a maior moeda.

Mesmo assim, correções de mercado dos últimos anos mostram que a queda nas altcoins são mais duras, além de irreversíveis em muitos casos.

Queda do bitcoin tem relação com ações de grandes empresas? Há um movimento que prefere mais qualidade com maior risco do mercado

A queda do bitcoin desde sua máxima histórica já derruba a cotação da moeda em 56%, quando há sete meses cada moeda valia US$ 69 mil cada. Hoje, a cotação do bitcoin se mantém estável nos US$ 30 mil, mas longe dos recentes holofotes que conquistou.

Dessa forma, a queda do bitcoin acabou levando medo aos investidores desse mercado e muitos saíram de suas posições. Contudo, muitos investidores de altcoins também venderam suas participações nessas moedas de maior risco, guardando valor em bitcoin ou stablecoins do mercado.

De qualquer forma, a dominância de mercado do bitcoin cresceu desde maio, episódio que marcou a morte da moeda Terra (LUNA). Ou seja, na queda, os investidores de criptomoedas alternativas buscaram maior qualidade em seus investimentos e compraram mais bitcoin.

E esse movimento é visto de forma similar no mercado de ações em bolsas de valores pelo mundo. Isso porque, com a queda das ações e índices de referência, muitos investidores de “penny stocks” (ações de pequenas empresas que são baratas), começaram a sair desses papéis e comprar participações em grandes empresas.

Ou seja, com a queda geral do mercado de renda variável pelo mundo e também das criptomoedas, o que foi percebido é que em meio ao pânico, a qualidade é priorizada.

Um levantamento recente da fintech Stake, plataforma que conecta brasileiros ao mercado de ações dos EUA, mostra que investidores compraram ações da Tesla, Apple, Amazon e Coca-Cola.

Ao mesmo tempo, eles venderam ações da Hycroft Mining, Eve Holding e Chimerix. As únicas exceções de compras de penny stocks foram de títulos do Nubank e da Molecular Data, que em maio tiveram maior participação de brasileiros.

Segundo dados do Coingecko, a dominância do bitcoin cresceu 2% de maio para junho, superando os 45% do market cap das criptomoedas.

Domínio do bitcoin cresceu 2% desde queda da Terra (LUNA)
Domínio do bitcoin cresceu 2% desde queda da Terra (LUNA). Coingecko

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias