O que bodyboard tem a ver com o mercado de criptomoedas?

Siga no

Na época em que eu me divertia nas praias do RJ praticando bodyboard, eu me lembro de algumas situações vividas que podem ilustrar bem para os que estão em ‘desespero’ o momento que estamos vivendo agora [de novo] no mercado de criptomoedas.

Na maioria das vezes, nos esportes praticados no mar, por mais que você esteja preparado, centrado e com o melhor equipamento, existe algo que você não consegue e não pode controlar: as ondas!

Várias vezes quando íamos para a água, com previsões de dia de onda, acabávamos frustrados no fim do dia porque o mar não nos dava o que queríamos, o que precisávamos, que eram as ondas.

E as ondas não se constroem ali na arrebentação, nem nos primeiros metros do mar, onde conseguimos ir. Elas são construídas mais longe do que podemos ver, e sua força depende de correntes, lua, ventos e muitas outras coisas que não estão ao alcance de nossa prancha.

O mercado de criptomoedas é exatamente igual e se você foi bom na construção dessa metáfora conseguiu identificar que a prancha é o seu portfólio e o mar, bem, esse é o mercado selvagem que vem e te permite surfar ou não essa onda.

As correntes, lua, ventos e todas as outras coisas que constroem esse movimentos são detalhes que nem eu e nem você, meros mortais, temos acesso.

Assim como as ondas vão e vem, existem movimentos na maioria dos mercados de investimentos que não podem ser percebidos por aqueles que estão em cima de suas pranchas tentando dropar uma onda perfeita.

Surfista Ondas

E quanto ao mercado das criptomoedas?

O mercado de criptomoedas, com sua volatilidade abissal, como se fosse a praia principal da cidadezinha costeira de Nazaré, em Portugal, onde são vistas as maiores ondas do planeta, é um oceano ainda inexplorado, que a cada arrebentação suga ou recoloca bilhões de dólares no MarketCap.

Fica então uma observação/questionamento: você acredita mesmo que um mercado que de um dia para o outro movimenta bilhões de dólares possa simplesmente desaparecer como num piscar de olhos e ‘morrer’?

Os grandes investidores, aqueles que não temos conhecimento, os que têm o poder como o das correntes, lua, ventos e outros, sabem da facilidade de lucros exorbitantes do dia para a noite e esperam os movimentos das marés para sugar a maior quantidade de despreparados possíveis.

Cuidado com a arrebentação! Se sua prancha chegar nesse ponto você poderá ser completamente liquidado.

Stock grafico

Cabe a você apenas ficar atento para, no movimento das ondas, surfar e extrair daquele momento toda energia possível para recolocar sua prancha novamente no jogo, pronto para a nova onda.

Fique constantemente ligado nos movimentos do mercado e assim aproveite cada onda boa que vier até você!

Esse mar sempre estará lá para ser surfado!

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Emanuel Takahashihttp://www.bitcoinmove.com.br
Professor, publicitário, palestrante e especialista em tecnologia. Fundador e CEO da Bitcoin Move, apresentador da Blockmaster TV e colunista dos portais UCOInvest e Livecoins. Contato: +5511982051441
Bitcoin pegando fogo e bandeira da China

Maior pool de mineração de Bitcoin bane chineses

Nesta segunda, a maior pool de mineração de Bitcoin baniu os mineradores chineses, mostrando que a comunidade deverá acatar a determinação do governo chinês. Na...

“Bitcoin é perigoso e não pode ser reserva de valor”, diz analista do Deutsche...

Uma analista do Deutsche Bank, chamada Marion Labor, falou sobre os perigos do uso das criptomoedas, principalmente o Bitcoin, como uma moeda legal. As...
Cadeado destravado e Bitcoin em caso de baixa segurança dos dados corretoras

ABCripto alerta sobre transações da Gas Consultoria e “Faraó dos bitcoins”

Fruto da colaboração de várias empresas do mercado de criptomoedas brasileiras, a ABCripto emitiu um alerta para as transações feitas pela Gas Consultoria e...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias