O que são colored coins?

Siga no

Colored coins são moedas com metadados gravados no OP_RETURN de um pequeno número de moedas, dessa forma, tais moedas têm um valor diferente de moedas comuns. É como escrever em um nota de Real que aquela nota representa X ações de uma empresa, fazendo com que a nota se diferencie das demais. Dito isto, é possível criar tokens na blockchain do Bitcoin.

O USDT é um token no Bitcoin

Caso você não saiba, o Tether (USDT) é um token que funciona na rede do Bitcoin através do protocolo da Omni. Recentemente o USDT também foi introduzido como tokens ERC-20 e TRC-20 nas blockchains Ethereum e Tron, respectivamente. Apesar de toda a segurança do hashrate do Bitcoin e de possíveis exploits em contratos inteligentes, o USDT vem ganhando força na rede Ethereum por ser mais prático, barato e rápido em termos de transferência.

Agora vamos voltar ao USDT no Bitcoin, as transações de tal token podem ser encontradas em quaisquer exploradores de blocos, como o Blockchain.com, todavia, o explorador próprio da OMNI resulta em uma melhor experiência de usuário.

Vamos analisar a mesma transação de USDT em três exploradores de blocos diferentes: OMNI, Blockchain.com e Blockchair

Ao clicar em Show scripts & coinbase na transação do site blockchain.com, será mostrado os scripts de entrada e saída e ali encontraremos os dados contido no OP_RETURN: 6f6d6e69000000000000001f00000182e3ece750

6f6d6e69 é o hexadecimal de Omni
1f é o ID do ativo USDT
182e3ece750 equivale-se ao montante de 16.616,8133 USDT

Agora, para ter controle sobre estes USDT transacionados, a OMNI trabalha com um sistema de contabilidade secundário, mantido pelos próprios nós, que rastreia os dados dos OP_RETURNs para calcular os saldos.

Outros tokens no Bitcoin

O USDT não é o único token no Bitcoin, no protocolo da OMNI podemos encontrar o Omni Token, MaidSafecoin e outros tokens menos conhecidos.

Em outros protocolos como o Counterparty, podemos encontrar mais tokens, como o FootballCoin, Age of Rust e outros.

Devido a chegada do Ethereum e outras blockchains que permitem um melhor experiência na criação, por parte de desenvolvedores, e manutenção de tokens, por parte dos usuários, a blockchain do Bitcoin acabou perdendo a corrida. Por outro lado, essa facilidade na criação de tokens acabou gerando uma infestação de golpes, principalmente envolvendo crowdfunding.

A primeira stablecoin brasileira

Para finalizar com chave de ouro, a primeira stablecoin brasileira, e uma das primeiras do mundo, foi criada em 2014 por Adriano, atual moderador da aba brasileira no bitcointalk, utilizando este processo chamado de colored coins através do extinto protocolo coinprism.

A ideia é a mesma das atuais stablecoins, retirar a lentidão dos bancos do processo de negociação entre moedas fiduciária e cripto.

A moeda não tinha lastro em reais, havia uma garantia de recompra de tais tokens.

Na lista aparecem os nomes do próprio Adriano, 2501 (fundador do Mercado Bitcoin), e canhada (fundador da Foxbit). Devido aos riscos, o projeto foi abandonado, porém a técnica mostrou-se totalmente viável e funcional.

Para mais informações sobre colored coins, consulte o livro Mastering Bitcoin.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
sabotag3x
Top 100 poster @ bitcointalk, altcoin maximalist, interessado em mineração, trading, detalhes técnicos e econômicos. Do zero ao milhão em 6 meses com a Iconic Services. Nunca comprei 1 bitcoin, nem mesmo 1 satoshi, e não pretendo comprar.
Casa a venda por Bitcoin negócio imobiliário

Bitcoin vira garantia em negócio para crédito imobiliário pela primeira vez

Ao tentar obter um crédito imobiliário um credor de uma negociação comprovou ter Bitcoin e conseguiu ter seu financiamento aprovado. Muitas pessoas quando vão ao...
Abilio Diniz, empresário e bilionário brasileiro

O3 Capital, que tem Abílio Diniz como sócio, investe em ETF de criptomoedas

Uma empresa que tem Abilio Diniz como conselheiro investiu em criptomoedas via ETF listado na bolsa de valores brasileira. A aquisição foi feita pela...
Pessoa guardando Bitcoin em carteira

Regulação fechando o cerco contra corretoras faz investidores sacarem US$ 2,5 bi em bitcoin...

Após a crescente pressão de regulamentação sobre corretoras do mercado de criptomoedas, investidores de Bitcoin seguem enviando seus saldos para carteiras seguras. A análise foi...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias