Oferta de bitcoin em corretoras cai para níveis de 2018, entenda

Ainda não está claro o que causou a queda do Bitcoin neste final de semana, mas possíveis relações com a especulada guerra entre Rússia e Ucrânia podem ter feito pressão no setor.

Negociações de Bitcoin em corretoras
Negociações de Bitcoin em corretoras

A oferta de bitcoin em corretoras tem diminuído em meio à queda no preço de mercado, sendo a menor desde dezembro de 2018.

No final de 2018, a queda do Bitcoin atravessava uma das suas piores marcas, encerrando o ano cotado em US$ 3.742,70 após meses de queda que marcaram o temido inverno cripto.

Após esse período difícil, o Bitcoin não caiu além dessa marca e 2019, 2020 e 2021 foram anos em que o preço só subiu.

Oferta de Bitcoin em corretoras opera em queda e já é a mais baixa desde dezembro de 2018

A liquidez do Bitcoin é uma medida acompanhada com atenção, principalmente quando ela está se movendo pela rede entrando ou saindo de corretoras.

Isso porque, quando há um grande movimento de depósitos em corretoras, um cenário imaginado é que traders querem vender suas moedas. Vale lembrar que a compra e venda em corretoras é mais líquida que em comparação com pessoas diretamente.

No entanto, o contrário também é verdade, pois, quando as moedas são sacadas de corretoras para carteiras isso pode significar que investidores não querem vender naquele preço negociado pelo mercado.

E essa foi justamente a análise da Santiment, que compartilhou em seu Twitter que a oferta de Bitcoin em corretoras é de apenas 10,87%, a menor porcentagem desde dezembro de 2018. O estudo da empresa indicou que esse movimento pode até indicar um limite para o risco de grandes liquidações.

“Com outra série de quedas dramáticas, a oferta de Bitcoin nas bolsas caiu para apenas 10,87%, a porcentagem mais baixa vista desde dezembro de 2018. Geralmente, essa tendência contínua de moedas saindo das bolsas limita o risco de grandes liquidações.”

Causa da queda do mercado?

Ainda não está claro o que causou a queda do Bitcoin neste final de semana, mas possíveis relações com a especulada guerra entre Rússia e Ucrânia podem ter feito pressão no setor.

De acordo com a Santiment, mercados de ações e criptomoedas em todo mundo foram impactados pela suposta guerra, que poderia ter consequências mundiais e até um envolvimento dos Estados Unidos.

“As tensões entre Rússia e Ucrânia colocaram o mundo em alerta, e os picos neste tópico continuarão a coincidir com o aumento da volatilidade.”

Guerra entre Rússia e Ucrânia foi associada pelo mercado de Bitcoin e levou volatilidade a cotações
Guerra entre Rússia e Ucrânia foi associada pelo mercado de Bitcoin e levou volatilidade a cotações /Reprodução

Ou seja, enquanto os temores de guerra estiverem presentes, volatilidades em mercados financeiros, inclusive de criptomoedas, poderão ser vistas por investidores, que devem redobrar a cautela em negociações.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias