Otimismo com vacina contra Covid faz alta do ouro perder força

A crise causada pelo vírus foram um dos gatilhos para o aumento de diferentes ativos de  “reserva de valor”, incluindo o ouro e o Bitcoin.

Siga no

A crise do coronavírus causou diferentes efeitos no mercado financeiro. Mesmo com um período de correção em diferentes ativos, o ouro e o Bitcoin saíram na frente do resto de outras ações e ativos e passaram a valorizar desde abril. Mas com o recente otimismo que ronda o avanço do desenvolvimento de uma possível vacina, a alta do ouro perdeu força nos últimos dias.

De acordo com um artigo da Financial Times, a corrida de touros que estava afetando o mercado do ouro até os últimos dias já está perdendo a sua força. Enquanto a incerteza causada pelo coronavírus fez o ouro bater um recorde de preço, ficando acima de $ 2 mil, o otimismo com a vacina está fazendo o mercado financeiro ter uma recuperação e fazendo o metal perder um pouco do seu valor.

Isso pode sinalizar que uma correção do metal precioso pode estar se aproximando, já que com a melhora das bolsas tradicionais, o ouro como investimento pode não ter mais tanta demanda.

“Uma economia global em recuperação afeta o apelo do ouro, que é comumente usado como reserva de valor em momentos de incerteza.

E quanto mais os investidores abandonam títulos públicos para apostar em ativos de maior risco e maior ganhos, a atratividade relativa do ouro – que não oferece muitos lucros – também será afetada.”

De acordo com analistas do banco Macquarie citados pelo Financial Times, o ciclo de alta do mercado para o ouro já chegou ao fim. O Banco acredita que o preço do ouro vai cair para cerca de $ 1.550 no próximo ano, com uma queda de 17% dos níveis atuais.

Além da diminuição da pressão causada pela crise, há também o fato de que muitos investidores estão passando a apostar nos metais preciosos ligados à demanda industrial e que podem se beneficiar ainda mais de uma recuperação pós-pandemia. Um exemplo disso é a prata, usada em painéis solares, e que já teve uma segunda alta mensal.

Apesar do otimismo com a vacina, o medo da inflação ainda pode impulsionar o ouro

A crise causada pelo vírus foram um dos gatilhos para o aumento de diferentes ativos de  “reserva de valor”, incluindo o ouro e o Bitcoin. Mas existe um problema muito maior e persistente por trás a inflação das moedas fiduciárias.

Com os Bancos Centrais constantemente imprimindo mais moedas e com as políticas que aumentam a inflação, o ouro continua sendo uma boa opção para quem quer fugir da desvalorização da moeda fiduciária.

Vale mencionar que nesse campo, o ouro compete diretamente com o Bitcoin, que continua quebrando novos recordes.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Bitcoin pegando fogo e bandeira da China

Maior pool de mineração de Bitcoin bane chineses

Nesta segunda, a maior pool de mineração de Bitcoin baniu os mineradores chineses, mostrando que a comunidade deverá acatar a determinação do governo chinês. Na...

“Bitcoin é perigoso e não pode ser reserva de valor”, diz analista do Deutsche...

Uma analista do Deutsche Bank, chamada Marion Labor, falou sobre os perigos do uso das criptomoedas, principalmente o Bitcoin, como uma moeda legal. As...
Cadeado destravado e Bitcoin em caso de baixa segurança dos dados corretoras

ABCripto alerta sobre transações da Gas Consultoria e “Faraó dos bitcoins”

Fruto da colaboração de várias empresas do mercado de criptomoedas brasileiras, a ABCripto emitiu um alerta para as transações feitas pela Gas Consultoria e...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias