Polícia consegue prender traficante da dark web após rastrear carteira de Bitcoin

A investigação determinou que entre 2015 e 2017 o traficante depositou aproximadamente US$ 1.8 milhão na carteira de Bitcoin. Ele também sacou mais de US$ 1.77 milhão durante o mesmo período.

-

Siga no
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay
Anúncio

Um homem da Flórida foi condenado a 18 anos de prisão por venda de produtos ilegais na Dark Web através de famosos mercados negros como o Alphabay e Dream Market, locais de venda e compra que utilizam as criptomoedas como principal moeda de troca.

De acordo com informações, Richard Castro, de 37 anos, morador de Windermere, Flórida, foi condenado por conspiração para distribuir diferentes tipos de opioides (Carfentanil, Fentanil e Phenylfentanyl). As vendas foram feitas através da Dark Web entre novembro de 2015 e março de 2019. Junto de outro traficante, Castro usava os apelidos “Chemsusa” “Chems_usa” e “Chemical_usa”.

A investigação que levou até a prisão de Castro começou no dia 20 de dezembro de 2016, quando um policial disfarçado comprou cerca de 50 miligramas de carfentanil do perfil “Chemical_usa” no Alphabay. No dia 12 de janeiro de 2017 o policial recebeu o pacote com uma substância que testou positivo para carfentanil.

Anúncio

A partir dessa primeira compra, os investigadores realizaram mais quatro transações com Chemical_usa entre janeiro e junho de 2017. As compras foram todas realizadas em Bitcoin e foi através da análise do caminho percorrido pelas criptomoedas que Castro foi apreendido.

Enquanto analisavam as transações associadas com as compras, as autoridades conseguiram rastrear os Bitcoins até uma carteira que estava associada com uma corretora de criptomoedas que não foi divulgada.

A investigação determinou que entre 2015 e 2017 o traficante depositou aproximadamente US$ 1.8 milhão na carteira de Bitcoin. Ele também sacou mais de US$ 1.77 milhão durante o mesmo período.

Um dos perfis de Castro usava no mercado negro da Dark Web.

Ao focar em outro perfil do vendedor “Chemsusa” no Dream Market, os investigadores concluíram que ele tinha realizado mais de 3.200 transações em outros mercados da dark web, incluindo 1.800 vendas no Alphabay.

Traficante da Dark Web foi preso após realizar transações em Bitcoin

Depois de um tempo, Castro havia informado seus clientes que não iria mais atuar na dark web e que apenas iria realizar vendas através de e-mails criptografados. Para ter acesso a esses e-mails os clientes precisavampagar US $ 104 em Bitcoin, o que os policiais fizeram.

Nos meses seguintes da investigação os policiais realizaram novas compras utilizando criptomoedas. Mas quando um dos pacotes foram enviados, o serviço postal conseguiu rastrear o ponto de partida em Nova York. Através da investigação das gravações das câmeras de segurança a policia conseguiu descobrir que Castro e outro homem chamado Luis Fernandez eram quem enviava os pacotes.

Castro foi ligado ao perfil Chemsusa a partir de diferentes características, incluindo endereços de IP. Durante a prisão, foram encontradas 9 armas de fogo e dois cofres com chaves privadas de Bitcoin na casa do criminoso.

Castro foi sentenciado a 17 anos e 6 meses de prisão no dia 8 de outubro de 2020. Ele também foi sentenciado a cinco anos de regime aberto com vigilância após ser solto e foi obrigado a pagar multa de US$ 4,1 milhões.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Criptomoeda lança corretora descentralizada no mercado

A criptomoeda Decred lançou a sua corretora descentralizada no mercado, após algum tempo em desenvolvimento. Para comemorar o lançamento até uma música foi produzida...

Justiça determina prisão de fundadores da pirâmide financeira ArbCrypto

O juiz Fabio Calheiros do Nascimento, da 2ª Vara Criminal do Foro de Barueri, determinou na terça-feira (13) a prisão preventiva dos fundadores da...

TST promove seminário sobre blockchain e smart contracts

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) promove um seminário no mês de novembro, que terá até os assuntos de blockchain e smart contracts para...