Polícia Federal deflagra a Operação Triângulo das Bermudas

Até a nova nota de R$ 200 era produzida pela quadrilha, sendo o primeiro registro de falsificação dessa nota.

-

Siga no
Divulgação/Polícia Federal PF
Divulgação/Polícia Federal
Anúncio

A Polícia Federal deflagra a Operação Triângulo das Bermudas e prende uma quadrilha acusada de imprimir R$ 10 milhões. A falsificação da nota brasileira era feita na cidade de Ituiutaba, interior de Minas Gerais.

O dinheiro em espécie é uma das preferências dos brasileiros, principalmente com a pandemia do novo coronavírus. Essa inclusive foi uma das motivações que levou o Banco Central do Brasil a emitir a nova nota de R$ 200.

Com uma qualidade boa na impressão de dinheiro, a “Casa da Moeda” do interior de Minas Gerais teve três membros presos. No momento da operação feita pela Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, dois homens foram presos e uma menor além de dois que fugiram.

Anúncio

Até a nova nota de R$ 200 era produzida pela quadrilha, sendo o primeiro registro de falsificação dessa nota.

Polícia Federal deflagra a Operação Triângulo das Bermudas no interior de Minas Gerais

Na região do Triângulo Mineiro, em Minas Gerais, uma fábrica de dinheiro ilegal estava com a impressora funcionando a todo vapor. De acordo com a Polícia Federal, foram impressos cerca de R$ 10 milhões no local.

Vale o destaque que no país, a única instituição autorizada a imprimir dinheiro é a Casa da Moeda, autarquia federal. Para imprimir dinheiro, deve haver uma solicitação do Banco Central.

Baseada na cidade de Ituiutaba, uma quadrilha realizava a impressão das notas de Real, moeda oficial do Brasil. No entanto, a quadrilha procurada pela PF chamou atenção após uma série de notas serem emitidas no local e enviadas para outros estados.

A fábrica de dinheiro falso foi identificada pela PF e recebeu a visita da PM, que prendeu no local dois suspeitos e uma menor. No momento da ação, dois homens fugiram do local e seguem procurados, de acordo com a PF.

“O serviço de inteligência realizou os levantamentos iniciais e, após monitoramento em diversos pontos da cidade, abordaram um suspeito no interior da agência dos correios na área central de Ituiutaba, no momento em que se preparava para postar alguns envelopes contendo notas falsas com destinatários em vários estados, dentre eles Sergipe, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e outras cidades de Minas. Nos envelopes seriam postados R$4.020,00 em notas falsas”, afirmou a PM-MG em nota

Até a nova nota de R$ 200 era impressa no local, primeiro caso registrado de falsificação dessa divisa em um laboratório clandestino

Durante a busca na fábrica de dinheiro falsa, a PM apreendeu uma série de materiais. No local estavam impressoras notebooks, uma moto, e cerca de R$ 500 mil em notas falsas, já prontas para redistribuição.

Em nota, a PM-MG informou que até a nova nota de R$ 200 estava entre as moedas falsas impressas. Já a PF informou que os suspeitos irão para a Cadeia de Tupaciguara (MG) e ficarão a disposição da Justiça Federal.

Caso condenados, os suspeitos podem pegar até 20 anos, por crimes como falsificação de moedas e organização criminosa. Casos como esse, inclusive, motivam o Banco Central do Brasil a buscar a nova moeda digital.

O Bitcoin, por exemplo, é a primeira moeda digital do mundo e não permite que falsificações sejam feitas. Ou seja, uma das maneiras de combater esse problema pode ser a digitalização do dinheiro.

Livecoins procurou a Polícia Federal para comentar sobre a Operação Triângulo das Bermudas. Entretanto, no momento do contato não havia ninguém disponível no local.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Possível diretor da CVM destaca Bitcoin aquecido

Um possível novo diretor da CVM destaca que o Bitcoin atravessa um momento em 2020 bem aquecido e a autarquia está de olho. O...

PayPal entra no mercado de criptomoedas

O gigante dos pagamentos PayPal anunciou que vai entrar de vez no mercado de criptomoedas, a empresa vai permitir que seus clientes comprem, vendam...

PF pode usar blockchain para identificar pessoas

Uma ferramenta blockchain que identifica pessoas será apresentada para delegados da PF, que pode começar a usar solução caso interesse. Na tarde desta quarta-feira (21),...