Poloniex pediu usuários para alterar senha após suposto vazamento

Siga no

A corretora de criptomoedas Poloniex supostamente teve um vazamento da senha dos usuários. Em nota, a empresa afirmou que o caso já foi solucionado e negou ter tido algum problema relacionado a este.

Tudo aconteceu nos últimos dias quando um usuário do Twitter afirmou ter a base de dados com informações de clientes. Ao receber a notificação, a Poloniex afirmou que entrou em contato com usuários e solicitou que estes alterassem sua senha.

A corretora afirmou que apenas 1% da base de usuários teria sido efetivamente afetada pela brecha de segurança. Mesmo assim, nega que o vazamento tenha sido originado a partir de dados da corretora.

Poloniex avisou usuários sobre problema com senha após suposto vazamento

A Poloniex recebeu no início da semana, ainda no fim de dezembro de 2019, informações sobre um suposto vazamento de dados. Um usuário do Twitter informou que possuía uma base contendo informações de alguns clientes, dentre elas a senha dos usuários.

Mediante o conhecimento da informação, a Poloniex enviou e-mail para cerca de 1% de sua base de usuários, solicitando a troca das senhas com urgência. Além disso, a corretora informou que ao conhecer o problema, apenas se preocupou com a segurança das contas de seus clientes.

Após alertar sobre o problema, a Poloniex buscou informações sobre o suposto vazamento de senha dos usuários. Contudo, de acordo com a corretora, tudo não passou de um mal-entendido, uma vez que não houve vazamento dos dados dos clientes.

Especificamente, nossa investigação concluiu que aproximadamente 90% das senhas listadas já aparecem na lista haveibeenpwned.com de senhas exploradas. Além disso, nossa equipe de segurança está em contato com haveibeenpwned.com e solicitou que eles atualizem seu banco de dados para incluir informações adicionais ausentes que identificamos.

Segurança de corretoras de criptomoedas tem melhorado, mas estão longe de serem locais seguros

Quando Satoshi Nakamoto pensou no Bitcoin, imaginou uma moeda Peer-to-Peer (P2P). Ou seja, havia a necessidade de eliminar terceiros em transações financeiras.

Porém, a adoção do Bitcoin, que precisa ainda ser adquirido com moeda fiduciária, encontra mais facilidades nestes ambientes. As corretoras proveem um marketplace para troca de moedas, que funcionam como uma espécie de casas de câmbio.

Além disso, oferecem altos riscos para os usuários que deixam suas moedas nestas plataformas. Apesar da segurança ter aumentado com o passar dos anos, são famosos os casos de ataques hackers contra estes locais.

Em outro ponto, segundo um especialista brasileiro, inúmeras corretoras de criptomoedas irão desaparecer em 2020. Dessa forma, fica claro que os usuários de Bitcoin pelo mundo devem tomar cuidado com as corretoras. No caso da Poloniex, mesmo com a resolução do possível vazamento de senha dos usuários, o caso lembra no início do ano para as fragilidades de uma operação centralizada.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Bitcoin e bandeira da China

China quer criar imposto sobre Bitcoin e coloca em dúvida banimento

O governo da China planeja criar um imposto para corretoras de Bitcoin que operam no país, colocando em dúvida o banimento de transações de...
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin rompe alta histórica e é negociado acima dos 65 mil dólares

Com um mercado otimista em relação a questões regulatórias, o preço do Bitcoin rompeu a sua máxima histórica de 64.895 dólares registrada em abril...

Criptomoeda “promissora e fora do radar” desaparece com R$3 milhões dos investidores

Golpes envolvendo arrecadação de dinheiro e então um abandono do projeto são bem comuns, mas a CryptoEats foi além. A falsa empresa usou influenciadores...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias