Preço do Bitcoin dispara e deixa a inflação para trás

Considerando a inflação brasileira nos últimos meses, o Bitcoin é o único que deu retornos positivos para investidores em relação aos principais ativos.

Siga no
Preço do Bitcoin em gráfico e pegando fogo
Preço do Bitcoin em gráfico e pegando fogo

Como o preço do Bitcoin disparou nos últimos meses, a moeda digital é a única a registrar alta em relação à inflação no país.

Isso porque, a prévia da inflação IPCA-15 para o mês de setembro, que encerrou o terceiro trimestre de 2021, é de 1,14%. Em agosto, a inflação no Brasil já havia subido 0,89%, de acordo com dados divulgados pelo IBGE, o órgão oficial a medir o indicador.

No próximo dia 8 de outubro, o IBGE deverá divulgar a inflação oficial, mas de qualquer forma as expectativas não são nada animadoras, já que o poder de compra da moeda brasileira segue perdendo cada vez mais força.

Essa realidade, vale o destaque, já é reconhecida até pelo Banco Central do Brasil, que ao divulgar dados da inflação nos últimos dias que não esperava a persistência dessa alta. O IPCA é o índice oficial do governo, mas ele pode não estar refletindo corretamente a visão real do problema.

Preço do Bitcoin dispara e deixa a inflação para trás

Com a inflação medida pelo IPCA-15 em 1,14% em setembro de 2021, este valor foi o maior para o mês desde fevereiro de 2016 (1,42%), sendo ainda o maior registro para o mês desde 1994.

Dessa forma, fica claro que pelos índices oficiais medidos pelo governo, o poder de compra da cesta básica brasileira segue entrando em colapso, com salários e ganhos da população não acompanhando esse movimento.

No acumulado do ano de 2021, a inflação já subiu 7,02%, com alta de 10,05% nos últimos 12 meses. Assim, o Bitcoin registrou uma alta de 52% em relação ao Real brasileiro, que quando descontado a inflação registra uma alta de 38% nos últimos 12 meses.

A moeda digital acaba sendo a única forma de proteção de patrimônio e reserva de valor no país, que viu uma rentabilidade do ouro em -12,59% nos últimos 12 meses. Já o Euro comercial perdeu o poder de 10,08% de compra no Brasil, mesmo com uma grande alta.

Referência da renda variável no Brasil, o índice Ibovespa dá um retorno de -15,27% nos últimos 12 meses com a inflação do período. Apesar de algumas ações seguirem com boa performance, nem todos os investidores podem ter conseguido acompanhar elas.

Na renda fixa brasileira, a poupança nova registrou uma queda de -7,56%, enquanto o CDI opera em baixa de 6,84%, considerando seus ganhos descontados a inflação nos últimos 12 meses.

Inflação é muito pior do que os governos divulgam, disse bilionário que está mega investido em Bitcoin

Vale o destaque que a inflação é uma medida que é divulgada por órgãos do governo de acordo com análise em uma cesta de produtos. E além do Brasil, muitos países estão com a inflação operando com forte pressão, indicando que o cenário internacional também segue ruim, com o Brasil não sendo o único pressionado.

Para controlar a inflação, os bancos centrais costumam intervir na taxa de juros da economia, que não segura a inflação em muitos países, segundo o Fundador e CEO da Compound Capital Advisors, Charlie Bilelo.

Ele divulgou uma lista de alguns países e suas “Taxas reais do Banco Central (taxa menos inflação”. Na relação de Charlie, a Argentina seria o pior país, seguido pela Polônia e os Estados Unidos. Já os “melhores” são Índia, Suíça e Suécia.

Ao ver o comentário de Charlie, Michael Saylor, CEO da MicroStrategy e que detém mais de 100 mil Bitcoins em sua posse, lembrou que a inflação é muito maior do que os governos divulgam. Dessa forma, o cenário inflacionário pode ser muito pior, oferecendo rendimentos negativos reais mais abaixo que o governo divulga.

“As taxas de inflação acima são indicadores nominais do CPI emitidos pelo governo. A inflação monetária real medida pela valorização do preço dos ativos é muito mais alta em todas as jurisdições. Portanto, os rendimentos reais negativos são muito piores do que os números acima sugerem para os investidores.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Jack Dorsey, CEO do Twitter e fã do Bitcoin

Empresa de CEO do Twitter quer minerar Bitcoin

A Square, empresa de Jack Dorsey listada na NYSE, quer minerar Bitcoin como estratégia de negócio. A informação foi compartilhada por Dorsey em seu Twitter,...
Pedro-Bial-Hashdex

Pedro Bial testemunha o poder transformador das criptomoedas em campanha da Hashdex

A Hashdex surgiu para democratizar os investimentos em criptomoedas, oferecendo produtos seguros e regulados para todos os investidores. Atuando como ponte entre o mercado...
Símbolo da Binance em meio aos prédios sede endereço

Binance lançará o maior programa já anunciado na criptosfera

Para expandir os recursos do ecossistema Binance Smart Chain e implementá-lo em todo o setor de tecnologia financeira no futuro, a corretora de criptomoedas...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias