Bitcoin volta superar R$ 310 mil e aproxima de marca histórica

Preço da moeda digital volta a disparar no mercado.

Siga no
Touro do Bitcoin indicando alta no mercado
Touro do Bitcoin indicando alta no mercado

O preço do Bitcoin no mercado voltou a superar a marca de R$ 310 mil, com a cotação em Dólar rompendo os US$ 57 mil nesta segunda-feira (11).

Este novo movimento de alta chama atenção no mundo das criptomoedas, visto que a cotação mais alta do Bitcoin é em torno de US$ 64 mil. Já no Brasil, o preço mais alto da moeda é em cerca R$ 370 mil.

Vale lembrar que a cotação mais alta no Brasil foi atingida com a cotação do Dólar no país em R$ 5,70 na data de 14 de abril de 2021. Ou seja, mesmo se o Bitcoin recuperar sua alta histórica em relação à moeda norte-americana hoje, em comparação com o Real ainda deverá demorar mais um pouco, considerando o valor de R$ 5,51 atualmente praticado pelo mercado no câmbio.

Preço do Bitcoin volta superar R$ 310 mil no mercado e se aproxima de alta histórica

O mercado segue acompanhando os movimentos de alta do Bitcoin com atenção para o mês de outubro. Após alguns meses de queda, os últimos meses de agosto e setembro mostraram certa resiliência na cotação da criptomoeda.

Mas o cenário poderá melhorar nos próximos dias para a moeda digital, caso a previsão de um trader famoso do mercado se confirme. Isso porque, para Michaël van de Poppe, o seu estudo em gráficos indica que a cotação do Bitcoin poderá alcançar a região de US$ 61 mil.

Caso esse movimento se confirme, indicaria que o Bitcoin segue buscando uma alta para se aproximar, ou até superar seu recorde de preço. Vale lembrar que uma previsão do analista PlanB ainda é mais otimista e coloca o preço em US$ 63 mil até o final do mês de outubro.

Os preços do Bitcoin são definidos pelo mercado, em compras e vendas nas plataformas. Como a moeda segue em alta, o movimento mostra que os traders estão dispostos a pagar por uma cotação acima, indicando um momento de confiança no BTC nesses dias.

Essa confiança, inclusive, pode ser confirmada pelo indicador Bitcoin Fear & Greed, que já vale 71 nesta segunda, em comparação com 54 na última semana, mostrando haver força no sentimento de alta pela comunidade.

Mercado não está com tanta força compradora em corretoras assim

Vale notar que apesar da nova alta do Bitcoin, o volume de negociações em corretoras está neutro, sem grande força compradora e nem vendedora, apontou uma observação da Eight Global, que acompanha o mercado.

Dessa forma, os traders seguem acompanhando a alta com cautela, visto que o movimento é importante, mas sem grandes movimentações de compradores para novos impulsos, pelo menos neste momento.

No momento da redação desta matéria, cada Bitcoin custava US$ 56.400,00, e no Brasil R$ 311.400,00. Assim, para alcançar novamente a alta histórica o preço deve subir US$ 8 mil, e no Brasil R$ 60 mil.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Jack Dorsey, CEO do Twitter e fã do Bitcoin

Empresa de CEO do Twitter quer minerar Bitcoin

A Square, empresa de Jack Dorsey listada na NYSE, quer minerar Bitcoin como estratégia de negócio. A informação foi compartilhada por Dorsey em seu Twitter,...
Pedro-Bial-Hashdex

Pedro Bial testemunha o poder transformador das criptomoedas em campanha da Hashdex

A Hashdex surgiu para democratizar os investimentos em criptomoedas, oferecendo produtos seguros e regulados para todos os investidores. Atuando como ponte entre o mercado...
Símbolo da Binance em meio aos prédios sede endereço

Binance lançará o maior programa já anunciado na criptosfera

Para expandir os recursos do ecossistema Binance Smart Chain e implementá-lo em todo o setor de tecnologia financeira no futuro, a corretora de criptomoedas...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias