Primo Rico vira sócio de corretora de Bitcoin

"Qualquer um pode comprar Bitcoin", afirmou um dos maiores youtubers de finanças do Brasil.

Siga no
Primo Rico volta a comprar Bitcoin
Primo Rico volta a comprar Bitcoin

Com quase 5 milhões de seguidores no Youtube, Thiago Nigro, mais conhecido como Primo Rico, voltou a comprar Bitcoin no mercado. De acordo com ele, a ação foi tomada após cobranças de seus seguidores.

Em seu vídeo publicado na última terça-feira (30), Nigro relembrou sua história junto ao Bitcoin, afirmando ter comprado a moeda por 200 dólares há alguns anos, mas ele acabou vendendo.

Após isso, Thiago comentou que comprou novamente a moeda digital após alguns anos, por R$ 30 mil cada unidade. Quando o Bitcoin se aproximou de R$ 50 mil, no entanto, o Primo novamente vendeu suas moedas.

Com o preço do Bitcoin hoje em R$ 336 mil por unidade, o youtuber voltou a comprar o ativo, mas não só isso, ele se tornou sócio de uma corretora de Bitcoin.

Primo Rico investe no mercado de criptomoedas

Com uma grande adoção de mercado e alta em seu preço, o Bitcoin voltou a cair no radar de investidores. No mundo todo, investidores institucionais, e até pequenos, correm para adquirir frações de Bitcoin.

No Brasil, o Primo Rico foi um dos que já fizeram a compra de Bitcoin em várias ocasiões. Apesar disso, ele não teria segurado suas posses até o máximo valor de mercado.

Dessa forma, Nigro voltou a gravar um vídeo para mostrar como se compra Bitcoin. Ao comprar R$ 100 na moeda digital, Nigro afirmou que acredita muito no conceito do Bitcoin, com vários vídeos já gravados sobre o tema.

“Qualquer um pode comprar Bitcoin, o mínimo é muito acessível, não importa quanto você tem, você pode se expor ao Bitcoin”, afirmou o Primo Rico.

“Ninguém conhece o criador do Bitcoin”, afirma Primo Rico

Antes de efetuar sua compra, o Primo Rico comentou sobre alguns fatos curiosos do Bitcoin. Um deles é que ninguém conhece o criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, que sumiu em 2010.

Ele brincou até que seu editor, o Caíque, poderia ser Satoshi, ou até ele mesmo, quem sabe. Apesar de ninguém conhecer Satoshi ou saber de seu paradeiro, Nigro declarou que um dia ele até poderia voltar.

O Primo lembrou também da compra de duas pizzas por 10 mil bitcoins, feita em 2010. Chamando o episódio de bizarro, Thiago disse que a compra equivale a R$ 3 bilhões hoje.

Outro fato curioso do mercado para o Primo é que o mercado de Bitcoin no mundo já vale mais de US$ 1 trilhão hoje.

Nigro esclareceu ainda que 20% de todos os bitcoins já criados podem estar perdidos. Inclusive ele, que já investiu antes na moeda, teria uma pequena soma perdida em Bitcoin.

Assim, o Bitcoin é uma moeda escassa, sendo considerada uma boa reserva de valor por muitos, afirmou o youtuber.

“Bitcoin não se provou no tempo, ainda”, alertou Primo, quanto aos riscos de investir na moeda

Se mostrando entusiasta do Bitcoin e fã da história da moeda, o Primo Rico não deixou de alertar para os riscos do mercado. De acordo com ele, o Bitcoin, criado efetivamente em 2009, não se provou no tempo ainda.

Além disso, o Bitcoin hoje enfrenta a concorrência de pelo menos outras 6 mil criptomoedas. Segundo o youtuber, estes dois fatos são alguns dos principais riscos de se investir na moeda digital.

Mas ninguém sabe do futuro, lembrou Thiago Nigro, que recordou que o dólar em seu início não era uma moeda forte. Ele comentou até que a Tesla já aceita pagamentos com Bitcoin hoje, ou seja, o mercado tem grande potencial de aceitar essa moeda.

“Várias empresas estão aderindo, grandes investidores estão comprando aos montes. O que será desse futuro? Não sei, mas eu quero participar desse futuro”, afirmou Nigro.

Compra de R$ 100 foi feita na corretora Biscoint

Ao comprar Bitcoin, Thiago Nigro escolheu a corretora Biscoint para adquirir sua fração. De acordo com o Primo Rico, ele hoje é sócio da empresa, assim como é da Rico Investimentos, tendo adquirido uma parte do negócio, com seu sócio Bruno Perini.

Nigro não revelou quanto comprou da corretora em seu vídeo.

O Primo Rico disse que até poderia comprar R$ 1 mil em Bitcoin, mas preferiu comprar R$ 100 para mostrar que é possível investir qualquer valor. Nigro disse ainda que o Bitcoin é um ativo convexo, ou seja, é interessante ter um pouco do patrimônio na moeda, pelo menos algo entre 1 e 3%.

“Agora estou Bitcoinizando meu patrimônio”, afirmou o Primo.

Com os R$ 100, o Primo Rico comprou 0,00032484 bitcoins. Ele alertou que uma recomendação comum é guardar o Bitcoin em carteiras, mas não deixou claro se ele mesmo iria fazer isso com seus satoshis. O Primo afirmou, por fim, que fará mais conteúdos para o mercado de criptomoedas em breve.

Primo Rico Biscoint
Primo Rico Biscoint

Entenda como o Primo Rico se tornou sócio de corretora de Bitcoin

Em conversa com a equipe da Biscoint, foi informado ao Livecoins que em 2020, Bruno Perini fez um investimento anjo na corretora. Bruno é conhecido na internet por criar conteúdos sobre finanças, com um canal que possuí mais de 500 mil seguidores.

Em 2021, Perini se tornou sócio do Thiago Nigro, no Grupo Primo. Assim, com a chegada de Bruno, o Primo Rico também se tornou um sócio da Biscoint, informação confirmada pelo youtuber em seu último vídeo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Dogecoin passa banco Itaú, Santander e Bradesco em valor de mercado

Dogecoin, a criptomoeda feita como uma piada, surpreendeu o mundo após disparar 150% em poucas horas e ser negociada por um valor recorde de...

Pelé terá coleção NFT na plataforma Ethernity

Edison Arantes do Nascimento, conhecido mundialmente como Pelé, é o mais famoso jogador de futebol da história e é um grande ícone para os...

Rothschild investe R$ 26 milhões em Ethereum

A Rothschild Investment adquiriu mais de 265.302 ações da Grayscale Ethereum Trust, marcando seu primeiro investimento em Ethereum, o ativo digital nativo da plataforma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias