Projeto Harpia: Controladoria Geral do Paraná usará a Blockchain no combate à corrupção

A tecnologia vai evitar mudanças nas clausulas de contrato durante o processo, permitindo mais proteção ao dinheiro público e às empresas envolvidas no tramite licitatório.

-

Siga no
Projeto Harpia, Blockchain
Projeto Harpia, Blockchain
Anúncio

A tecnologia Blockchain é uma das principais ferramentas do futuro, sendo uma aposta entre diferentes setores. Um desses setores é o combate às fraudes e corrupção, principalmente dentro de órgãos públicos. A Controladoria Geral do Estado do Paraná está elaborando um projeto inovador que vai utilizar Blockchain para combater a corrupção em licitações e compras com o dinheiro público.

O Projeto Harpia foi explicado durante uma live realizada pelo controlador-geral do Estado, Dr. Raul Siqueira . De acordo com o que foi informado no vídeo, o novo projeto tem como foco o acompanhamento de todo o processo licitatório para evitar qualquer tipo de fraude, seja ela dolosa ou culposa (com ou sem intenção).

Esse acompanhamento ponta a ponta vai oferecer a possibilidade de identificar qualquer tipo de parâmetro licitatório que possa ser fraudulento ou apresentar erros. Ele será realizado por diferentes tipos de tecnologia, desde a inteligência artificial até analytics.

Anúncio

Explicação do Projeto Harpia feita pelo procurador geral do Paraná.
Explicação do Projeto Harpia feita pelo controlador-geral do Paraná, Dr. Raul Siqueira.

“Com esse acompanhamento, saberemos se houve qualquer modificação no contrato ou na execução da obra e em que momento do processo ela ocorreu.

Isso permite a identificação dos responsáveis por liberar a alteração e o consequente seguimento do fluxo de trabalho”, afirmou Siqueira.

A tecnologia Blockchain vai ser a base para todo o sistema. Segundo Siqueira, a escolha da blockchain é por causa da característica de registro imutável, que não pode ser manipulada.

Com a Blockchain no projeto Harpia, todas as vezes que a plataforma registrar processos licitatórios fora do estabelecido por lei, todas as vezes que o gestor validar pedidos com essas diferenças e qualquer outro tipo de ação, estará registrada no sistema de forma definitiva.

A tecnologia também vai evitar mudanças nas clausulas de contrato durante o processo, permitindo mais proteção ao dinheiro público e às empresas envolvidas no tramite licitatório.

O projeto Harpia tem como principal foco a transparência para todas as informações das aquisições sendo realizadas. Em um único lugar estarão todos os processos através de um dashboard.

Isso vai facilitar consideravelmente o acompanhamento do órgão regulador de todo o processo, do primeiro ponto da aquisição até o processo de auditoria.

Com o sistema e o uso da blockchain, a Controladoria Geral poderá até mesmo saber previamente se as empresas que participaram do procedimento licitatório não têm nenhum parente na administração pública.

Siqueira explicou que o projeto está pronto e que a criação da tecnologia para colocar o Harpia para funcionar está a cargo da Celepar.

“A grande operadora dos dados do Estado, segundo normas da Lei Geral de Proteção de Dados, é a Celepar. Por isso, ela tem a atribuição de construir a tecnologia adequada para trabalhar com grande volume de dados”, disse.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Avatar
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Últimas notícias

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...