Provedor de email ProtonMail guarda Bitcoin desde 2014

Siga no
ProtonMail HODL Bitcoin
Fonte: Divulgação

O provedor de e-mail ProtonMail anunciou ontem (16) no Twitter, por meio da sua conta oficial, que vem guardando (hodl) os seus bitcoins. A empresa aceita bitcoin como forma de pagamento ou doação desde 2014, e diz que não vende nenhum há muitos anos.

Fonte: Twitter

“Acabei de pagar meu boleto do @ProtonMail com #bitcoin, estou me sentindo seguro e culpado do HOLD ao mesmo tempo”, um usuário escreveu. “Não se preocupe, faremos HODL pra você (na verdade, não vendemos nossos bitcoins não há anos)”, replicou o ProtonMail, no twitter.

A empresa, especializada em privacidade e criptografia, sendo uma referência no mundo quando se fala em segurança e privacidade de correio eletrônico, está investindo em bitcoin.

Bitcoin e o ProtonMail

O Bitcoin foi uma importante forma de pagamento para o ProtonMail em 2014, quando a empresa lançou um crowdfunding e teve sua conta do PayPal subtamente congelada.

Forma de pagamento em bitcoin.
Forma de pagamento em bitcoin.

O PayPal simplesmente congelou a conta do crowdfunding, que continha 270 mil dólares, até que “perguntas” fossem “respondidas”. Nesse momento o Bitcoin já mostrava porque é uma forma melhor de pagamento, totalmente aberto e sem nenhum tipo de censura.Posteriormente o PayPal respondeu que foi um “problema técnico” e liberou o uso da conta.Nesse momento que o ProtonMail começou a aceitar bitcoin como forma de pagamentos, e está até hoje em Hodl. Com certeza aceitar bitcoins foi muito vantajoso para empresa, ainda mais com a valorização.

O que é o ProtonMail

ProtonMail é um provedor de e-mail que busca entregar o máximo de segurança e privacidade para os usuários. É provavelmente o melhor servidor de e-mail da atualidade em termos segurança e privacidade.

É um provedor de correio eletrônico no qual todos os servidores estão localizados na Suiça, um país onde os usuários são protegidos por leis de privacidade rigorosas. Além disso, todo código é aberto. O sistema todo é protegido por criptografia ponta-a-ponta, e nem mesmo o ProtonMail pode ler os e-mails.

ProtonMail possui aplicativos Web, Android e IOS.
ProtonMail possui aplicativos Web, Android e IOS.

Possui planos gratuitos, com até 500Mb de armazenamento, e planos pagos. Muitas pessoas podem achar maluquice pagar para ter um e-mail. Contudo, é importante pensar que todo provedor de e-mail é pago, e quando você usa um serviço gratuito você está pagando com seus dados pessoais que são coletados e posteriormente vendidos.

O projeto do ProtonMail começou já bastante promissor, tornando-se um grande provedor de e-mail. Só no seu crowdfunding, em 2014, recebeu $500.000 dólares e conta com milhões de novos usuários todo o ano. Certamente um projeto interessante conhecer.

Marcello
Marcello
Escreve sobre a tecnologia, blockchain, investimentos e notícias sobre criptomoedas. Certificado (CBP) pelo CryptoCurrency Certification Consortium (C4).

Coluna do TradingView: Bitcoin e a briga de compradores e vendedores

Bitcoin chegou no topo e já ensaiou um rompimento, mas falhou. O preço está brigado no topo e se romper pode ser um estouro....

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...
Visa BlockFI

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...

Últimas notícias

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...

CEO da BlackRock acredita que bitcoin impacta status de reserva do dólar

O CEO da BlackRock, Laurence Douglas Fink, acredita que o bitcoin impacta o dólar americano como reserva. De acordo com ele, as criptomoedas chegaram...