Quadrilha rouba R$ 100 milhões em bitcoin com site falso de corretora

Golpe envolvia site falso de corretora famosa de criptomoedas fazendo mais de quatro mil vítimas.

Siga no

Mais de 14 meses de negociação resultaram na prisão de seis pessoas envolvidas em um golpe com criptomoedas. A quadrilha criou um site falso de uma exchange, enganando milhares de pessoas. No total, mais de R$ 100 milhões em criptomoedas foram roubados pelos criminosos.

Dois países estiveram envolvidos na negociação que resultou na prisão dos criminosos. Segundo autoridades da Inglaterra e da Holanda, mais de quatro mil pessoas foram vítimas do golpe. Um site falso de uma exchange conduzia investidores de criptomoedas a caírem no golpe.

Mais de R$ 100 milhões roubados em criptomoedas

Um golpe envolvendo o site falso de uma corretora de criptomoedas terminou com um roubo milionário. Mais de quatro mil investidores caíram no golpe envolvendo a quadrilha que foi presa.

Os criminosos agiam falsificando o site de uma conhecida corretora de criptomoedas. A investigação revelou que a maioria dos acessos a corretora “clonada” aconteceu através do site blockchain.com. O site funciona como um carteira digital, mas também permite a negociação de criptomoedas e o desenvolvimento de projetos correlacionados.

Em um comunicado sobre o golpe, o site blockchain.com alegou que ações deste tipo são comuns no mercado de criptomoedas. Muitos sites são falsificados com endereços parecidos aos de grandes empresas do mercado.

“Infelizmente, os site copiados são muito comuns no crescente ecossistema de criptomoedas”.

Os investidores não conferiam a veracidade do endereço antes de acessar o site da suposta exchange. Dessa forma, os criminosos conseguiam dados importantes para ter acesso aos bitcoins das vítimas.

Quadrilha roubava bitcoins com site falso de exchange

A prisão dos criminosos aconteceu na última terça-feira (25). Naquele dia, operações simultâneas foram deflagradas na Holanda e na Inglaterra, onde a quadrilha agia. Com a investigação, cinco homens e uma mulher foram detidos pelas autoridades.

As prisões aconteceram em endereços residenciais nas cidades de Charlcombe, Lower Weston e Staverton. Essas cidades ficam na Inglaterra. Além disso, a operação prendeu envolvidos no esquema nas cidades de Roterdã e Amsterdã, que fica na Holanda.

Número de vítimas de golpe pode ser ainda maior

De acordo com as investigações preliminares, mais de quatro mil pessoas foram afetadas pelo golpe da quadrilha. Contudo, esse número poderá ser ainda maior. Após a prisão dos seis envolvidos, o número de vítimas continua a subir, de acordo com as autoridades.

A investigação também apontou de onde são as vítimas do golpe de mais de R$ 100 milhões em criptomoedas. Até então, as vítimas são de pelo menos doze países. Por mais de um ano as autoridades acompanharam as movimentações dos criminosos de perto.

Investigação contou com Europol e grupos especiais

A investigação foi coordenada pela Europol, que fez reuniões entre os países envolvidos antes de cumprir os mandados de busca e apreensão. Desde fevereiro de 2018 o negócio fraudulento estava sendo investigado pelas autoridades.

Além da Europol, a Agência Nacional de Crimes do Reino Unido e a Eurojust fizeram parte da investigação. Outros dois centros de investigação também estiveram presentes no caso que resultou em cooperação internacional.

A quadrilha foi desmantelada após o pedido de investigação ser remetido para dois grupos. O Centro Europeu de Cibercriminalidade (EC3) e o grupo de Força-tarefa Conjunta de Ação Contra o Cibercrime (J-CAT).

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Satoshi no Coinmarketcap

CoinMarketcap cria página de preço de Satoshi, menor unidade do Bitcoin

O CoinMarketCap, maior índice de preços de criptomoedas do mundo, listou neste sábado (8) uma página especifica para a menor fração de Bitcoin, o...
Economista mais influente do Brasil (Forbes)

Economista mais influente do Brasil diz que criptomoedas vieram para ficar

Ricardo Amorim, o economista mais influente do Brasil de acordo com a Forbes, maior influenciador brasileiro do LinkedIn e ganhador do Prêmio iBest de...
Ethereum. Imagem: Adobe Stock

Ethereum dispara e supera 20 mil reais

Ethereum, a segunda maior criptomoeda do mundo continua sua jornada de alta e valorizou mais de 7% neste sábado (08), atingindo um novo recorde...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias