Quando o assunto é Bitcoin, é muito comum ser perguntado sobre qual será o valor do Bitcoin no final de 2018?

Embora o primeiro bloco com 50 Bitcoins tenha sido minerado em 2009 e a primeira transação ocorreu em maio de 2010, foi apenas em 2017 que o Bitcoin chamou a atenção da mídia e do público em geral. De assunto dos geeks para assunto de interesse dos economistas, dos bancos, dos governos e do público em geral, o Bitcoin virou febre mundial e apareceu como o mais novo fenômeno tecnológico e financeiro em quase todos os programas de TV e nos jornais mais badalados do mundo inteiro (algo que eu só vi acontecer com a internet nos anos 90).

Mas o Bitcoin já mostrou outros momentos de grande crescimento. No dia 02 de janeiro de 2013 um Bitcoin era cotado a USD 13,28, e alcançou USD 1.135,00 em 05 de dezembro daquele ano, representando nada menos do que 8.847% de crescimento. No entanto, no ano de 2014 a moeda sofreu um revés e, valorizado em USD 928,69 no início de janeiro, viu seu valor cair para USD 307,93 no final de dezembro daquele ano.

Nos dois anos seguintes o Bitcoin apresentou valorização mais modesta, crescendo “apenas” 135% entre janeiro e dezembro de 2015, e 168% entre janeiro e dezembro de 2016. Durante 2017 a cotação do Bitcoin acelerou de forma exponencial (ver tabela), finalmente atingindo USD 20.078,40 no dia 17 de dezembro de 2017.

Será possível superar esses valores em 2018?

Tempo Período Descrição
138 dias 02 de janeiro a 20 de maio De US$ 1.000 para US$ 2.000
23 dias 20 de maio a 11 de junho De US$ 2.000 para US$ 3.000
63 dias 11 de junho a 13 de agosto De US$ 3.000 para US$ 4.000
61 dias 13 de agosto a 12 de outubro De US$ 4.000 para US$ 5.000
10 dias 12 de outubro a 21 de outubro De US$ 5.000 para US$ 6.000
13 dias 21 de outubro a 2 de novembro De US$ 6.000 para US$ 7.000
17 dias 2 de novembro a 19 de novembro De US$ 7.000 para US$ 8.000
7 dias 19 de novembro a 26 de novembro De US$ 8.000 para US$ 9.000
4 dias 26 de novembro a 30 de novembro De US$ 9.000 para US$ 10.000
1 dia 30 de novembro a 01 de dezembro De US$ 10.000 para US$ 11.000
3 dias 01 de dezembro a 05 de dezembro De US$ 11.000 para US$ 12.000
1 dia 05 de dezembro a 06 de dezembro De US$ 12.000 para US$ 13.000
1 dia 06 de dezembro a 07 de dezembro De US$ 13.000 para US$ 14.000
4 horas Durante o dia 07 de dezembro De US$ 14.000 para US$ 15.000
4 horas Durante o dia 07 de dezembro De US$ 15.000 para US$ 16.000
6 horas Durante o dia 07 de dezembro De US$ 16.000 para US$ 17.000
1 dia 07 de dezembro a 08 de dezembro De US$ 17.000 para US$ 18.000
8 dias 08 de dezembro a 16 de dezembro De US$ 18.000 para US$ 19.000
1 dia 16 de dezembro a 17 de dezembro De US$ 19.000 para US$ 20.000

Desde então, a moeda digital mais conhecida do mundo passou por um período de correção, chegando a estar valorizada em USD 6.094,54 no início de fevereiro, e tem ficado entre USD 6.000 e USD 9.000 desde então.

Por ter uma volatilidade muito alta, as correções no preço do Bitcoin são relativamente comuns e, salvo um crash total da sua arquitetura, devemos enfrentar novos períodos de correção no valor do BTC. Novos entrantes não devem se assustar ao enfrentar a sua primeira perda.

O que esperar, então, para 2018?

Para aprofundar essa discussão, analisei mais de 300 publicações e artigos durante outubro de 2017 e fevereiro de 2018, e compilei um conjunto de previsões declaradas por investidores, empreendedores digitais, entre outros especialistas sobre o tema, apresentadas a seguir.

 

Se as previsões OTIMISTAS estiverem certas?

Tai Lopez, investidor e analista financeiro: “Se os milionários do mundo alocassem apenas 1% de seus investimentos em Bitcoin, o seu valor de mercado poderia facilmente alcançar USD 60.000,00 no médio prazo.”

Mike Novogratz, investidor e gestor de fundos: “o Bitcoin pode facilmente alcançar USD 40.000,00 ao final do ano de 2018.

Max Keiser: “o Bitcoin vai crescer e alcançar USD 100.000,00 a partir do valor atual de USD 8.000,00”.

Um grupo de investidores acabou de realizar uma operação de compra apostando que ao final de 2018 o valor do Bitcoin será de USD 50.000,00, informou o The Wall Street Journal.

“Bitcoin já alcançou 500% desde que eu recomendei a moeda no início de julho, e eu acredito em um novo crescimento de mais 500% pelo menos. Acredito que o Bitcoin vai eventualmente alcançar USD 300.000,00 ou USD 400.000,00, e será a moeda mais valiosa do mundo.” (Ronnie Moas, fundador do Standpoint Research)

“Se o Bitcoin continuar escalando e crescimento como uma moeda digital e uma reserva de valor, ele poderá alcançar o valor de mercado do ouro de USD 8 trilhões e o mercado da indústria offshore de USD 40 trilhões. Estes movimentos tornariam o valor do Bitcoin muito superior ao valor atual.” (Peter Thiel, empreendedor e investidor)

Dave Chapman, da Octagon Strategy: “O lançamento dos contratos futuros de Bitcoin é um sinal de que as criptomoedas estão amadurecendo. Eu não ficaria surpreso se o valor do Bitcoin alcançar USD 100.000,00 antes do final do ano de 2018.”

Há uma série de explicações para a expectativa de crescimento do valor do Bitcoin para os próximos anos, e a mais relevante está relacionada com a quantidade de investidores institucionais que estão se aproximando das criptomoedas.

Apenas para exemplificar, o Goldman Sachs, um dos principais bancos de investimento do mundo, está montando uma equipe para negociar Bitcoins e outras criptomoedas, segundo informações da Bloomberg. A operação deve começar em meados de 2018, e com isso e Goldman se tornará o primeiro grande banco de investimentos a apostar diretamente em criptomoedas.

 

Mas e se as previsões PESSIMISTAS estiverem certas?

Por outro lado, há uma pressão institucional, especialmente dos bancos e dos governos, em fazer parte deste jogo e não deixar que o Bitcoin assuma a forma de uma moeda de transação sem o controle estatal e sem a intermediação das instituições financeiras tradicionais (leia-se, bancos).

As previsões pessimistas em relação ao real valor das criptomoedas são divulgadas de forma tão clara e frequente quanto as previsões otimistas. Não faltam analistas que defendem o Bitcoin como uma bolha financeira, tal qual a Mania das Tulipas holandeses no Século XVII.

Um dos maiores defensores dessa visão pessimista é o CEO do banco JP Morgan, Jamie Dimon, que declarou publicamente que “o Bitcoin é uma fraude”, e que “o fornecimento da moeda foi limitado a 21 milhões de Bitcoins, e isso pode torná-la útil para traficantes de drogas e assassinos em países com moedas excepcionalmente instáveis”.

As previsões pessimistas declaram o fim do Bitcoin como uma bolha prestes a estourar, esvaziando completamente as carteiras digitais e deixando milhões de investidores e apoiadores sem qualquer valorização de seus ativos.

Jim Rogers, guru dos investimentos e fundador da Rogers International Commodity Index: “o Bitcoin parece e cheira como uma bolha”.

CEO do banco UBS da Suíça: “nós, como um banco, estamos muito conscientes contra os produtos das criptomoedas, pois não os consideramos como válidos e sustentáveis”.

Panos Mourdoukoutas: “O Bitcoin transformou em milionários os que compraram a moeda digital no seu início de desenvolvimento, mas estes investidores podem perder todo seu dinheiro tão rápido quanto foram os seus ganhos.”

David Stockman: “Trata-se basicamente de uma classe de especuladores estúpidos que convencem a si próprios que as árvores crescem até o céu. Isso tudo vai se transformar em uma enorme bolha.”

James Gorman, Morgan Stanley CEO : “Bitcoin é, por definição, uma ativo especulativo.”

Robert Shiller, Prêmio Nobel de Economia em 2013: “Bitcoin pode entrar em colapso total e ser esquecido, penso que esse é um resultado provável.”

Há uma dualidade de argumentação em que de um lado estão os apoiadores e investidores que acreditam no crescimento do valor do Bitcoin ao longo do tempo, e do outro lado os que apostam no estouro de uma bolha financeira como jamais o sistema financeiro presenciou. Há argumentos convincentes de ambos os lados, e definir em que lado deste importante debate se posicionar não é tarefa simples.

 

Classificar este conjunto de previsões entre otimistas e pessimistas já é, por si só, um juizo de valor de minha parte, eu concordo.

Bom, de qualquer forma já tivemos um trimestre encerrado este ano e teremos muitas emoções pela frente. Fiquemos atentos acompanhar o desenvolvimento desse fascinante mercado.