Quanto custa minerar um Bitcoin no Brasil

Estudo divulgou quais os 10 melhores e piores para se minerar 1 Bitcoin sozinho. Na América do Sul, Brasil é um dos piores países para se ligar um equipamento.

Para uma pessoa sozinha minerar 1 unidade de bitcoin no Brasil, ela terá um custo de produção de R$ 226 mil, de acordo com um recente estudo do CoinGecko.

Nesta segunda-feira (21), um bitcoin pode ser comprado por R$ 131 mil, o que torna inviável a mineração da moeda digital no país.

Os dados mostram que o custo em Dólar para se minerar bitcoin para brasileiros gira em torno de US$ 45,49 mil por unidade.

Na América Latina, o custo para mineração é ainda pior no Peru (US$ 65,70 mil), seguido de perto pelo Uruguai, onde 1 bitcoin produzido custaria US$ 67,30 mil.

Já no Chile o custo unitário de produção do bitcoin chega a 49,21 mil dólares, e na Colômbia US$ 47,61 mil. Com isso, a produção no Brasil se mostra como a quinta pior da região, com um custo que excede o valor da moeda no mercado atual.

Argentina, Venezuela e Paraguai deixam o Brasil para trás com menores custos para minerar

Os dados do estudo do CoinGecko indicam que para um minerador solo, uma média de 266.000 quilowatts-hora (kWh) de eletricidade é necessária para minerar um único Bitcoin (BTC). Esse processo levaria aproximadamente sete anos para ser concluído, demandando um consumo mensal de eletricidade de cerca de 143 kWh.

A análise indica que o que afeta a atividade de mineração é o preço da eletricidade, a taxa de hash do equipamento de mineração e a dificuldade de mineração da rede são fundamentais.

Embora alguns mineradores optem por participar de pools de mineração para aumentar suas chances de sucesso, o estudo se concentrou em uma análise dos custos domésticos de eletricidade em todo o mundo.

Neste caso, tudo indica que o custo no Brasil hoje torna inviável manter uma operação de mineração solo de bitcoin, com um custo alto.

Quanto custa minerar 1 bitcoin para mineradores solo, segundo pesquisa da CoinGecko
Quanto custa minerar 1 bitcoin para mineradores solo, segundo pesquisa da CoinGecko

Quais os melhores países e os piores para se minerar um bitcoin solo?

Ao que tudo indica, um minerador que deseja produzir bitcoins solo deve buscar um país na Ásia, a região com os custos menores segundo o levantamento. A lista dos 10 melhores países para minerar bitcoin solo não considerou o Iraque, visto que o país baniu a atividade desde que o Talibã chegou ao poder.

Os dez países mais baratos para se minerar bitcoin solo
Os dez países mais baratos para se minerar bitcoin solo/Coingecko.

Já a pior região para se criar uma fazenda de mineração de bitcoin solo está na Europa, onde os custos em Dólar estão entre os maiores do mundo. Os pesquisadores entendem que a invasão da Rússia na Ucrânia encareceram os custos com energia no velho continente, pressionando os mineradores de bitcoin locais.

Os 10 piores países para se minerar bitcoin solo em 2023, muitos na Europa
Os 10 piores países para se minerar bitcoin solo em 2023, muitos na Europa. CoinGecko.

O custo da eletricidade para 147 países no formato de USD por kWh foi obtido em globalpetrolprices.com e preciso de dezembro de 2022. Os dados foram então processados ​​e organizados por país, região e sub-região.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias