Quantos bitcoins você precisa para ser uma “baleia”?

Atualmente existem 16.061 endereços que possuem a quantia.

Siga no
Baleia de Bitcoin
Baleia de Bitcoin

Tem alguma baliAdam Back é uma respeitada autoridade dentro do criptomercado. Recentemente, o CEO da Blockstream deu sua opinião sobre a quantidade de Bitcoins que torna um investidor uma “baleia” (Whale).

As “baleias” são players com posse de grande volume de bitcoin. Assim, utilizando o Twitter para expressar sua opinião, o empresário afirmou que 100 bitcoins pode ser considerado uma quantidade suficiente para dar este título a seus detentores.

O pioneiro do criptomercado afirmou que, considerando a quantia de 10 mil dólares para um Bitcoin, 100 unidades da moeda digital faria com que a pessoa tivesse um milhão de dólares.

Assim, Back salientou que, em nível global, menos de 1% da população mundial dispõe deste valor. Consequentemente, ele avalia a quantia como uma fortuna, digna de classificar quem a detiver como um “investidor baleia” dentro do mundo dos ativos digitais.

Em resposta ao seu raciocínio, um usuário declarou que há, atualmente, cerca de 16.061 endereços que possuem a quantia de 100 Bitcoins, ou mais.

É interessante notar que esses números vão ao encontro de um levantamento realizado no último dia 10 de abril. Conforme as informações obtidas, atualmente há a maior quantidade de Whales dentro do criptomercado dos últimos dois anos. Isso pode significar a existência de uma nova fase de acumulação.

Bitcoin é um dos ativos com o nível de distribuição de riquezas mais baixo

A última vez em que houve um período de acumulação do bitcoin foi em 2016. Coincidentemente ou não, foi a época em que aconteceu o último halving.

Levando em consideração os dados providos pela CoinMetrics, investidores com pelo menos 1000 criptomoedas controlam cerca de 42% do suprimento total de Bitcoin.

Este percentual é 4% maior do que o pico anterior, que ocorreu em dezembro de 2017. Mas nem tudo são flores para o ativo digital.

Quando comparado a outras criptomoedas o Bitcoin é um dos ativos com o nível de distribuição de riquezas mais baixo.

No caso de tokens como a Stellar e a XRP, mais de 80% de seus endereços são controlados por detentores de fundos.

Porém, mesmo com o domínio cada vez maior das baleias, e o crescimento das preocupações de centralização, endereços menores de bitcoin também tem mostrado um aumento recentemente.

Uma prova disso é que, recentemente, o número de carteiras que detém pelo menos 1 bitcoin alcançou o seu maior nível na história.

O levantamento também inclui endereços com valores maiores do que zero, de forma que, no final de março deste ano, também já ultrapassou o pico de 2017.

Isso demonstra, portanto, uma interessante tendência do Bitcoin dentro do criptomercado, sobretudo considerando a proximidade com o halving que ocorre em maio.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

NFT pode “matar” o Bitcoin? Qual a relação entre ambos?

É provável que muita gente conheça os NFTs, regularmente confundidos com “arte digital”. A ação ganhou força após Stephen Curry, astro da NBA, e...
Plataformas NFT e Ethereum empresas

Empresas listadas na bolsa apostam no mercado de NFT

O crescimento do mercado de NFTs tem quebrado barreiras mais rápido do que outros recursos relacionados a blockchain. Hoje até mesmo grandes empresas, listadas...
Dúvida sobre o Bitcoin ser caçado pela China

Mineradores brasileiros comentam banimento de Bitcoin pela China

A proibição de Bitcoin pela China nos últimos dias abalou o mercado, com muitas pessoas ficando preocupadas com isso, menos dois mineradores brasileiros que...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias