Queda do Bitcoin continua com perda de 10% em 24 horas

Queda assusta os traders de criptomoedas.

Emblema do Bitcoin de vermelho, sinal de queda no mercado
Emblema do Bitcoin de vermelho

A queda do Bitcoin continua nesta sexta-feira (21), com a moeda digital registrando uma perda de 10% em apenas 24 horas. Com a nova derrapada, o Bitcoin passa por um momento delicado em sua cotação neste início de 2022, após um promissor 2021 que registrou bons movimentos de alta.

A nova correção, contudo, é fruto de uma nova onda pessimista de investidores em todo o mundo.

Além disso, o movimento do Banco Central da Rússia de banir as criptomoedas, inclusive mineração, pode ter acirrado o temor com o futuro do mercado.

Queda do Bitcoin continua e perda de 10% em 24 horas chama atenção

Após uma sessão que se mostrava promissora no início da última quinta-feira (20), quando o Bitcoin chegou a alcançar US$ 43.500,00, os investidores acreditavam que a queda daria uma acalmada.

Mas o sonho durou pouco e a cotação do Bitcoin acabou virando para queda, que continua nesta sexta. A perda também foi sentida pelos negociantes, que esperam para entender mais detalhes sobre o movimento.

Na manhã desta sexta, cada Bitcoin é negociado por US$ 37.900,00, uma perda de cerca de 10% apenas em 24 horas. A mínima chegou a US$ 37.700,00 em algumas corretoras, mostrando que a pressão vendedora segue presente.

Já o market cap das criptomoedas acompanhou o movimento da maior moeda, também caindo 10% no mesmo período. Isso mostra que todo o setor foi abalado pelo temor com os fundamentos após novo país sugerir um banimento.

O de fato que causou a queda do Bitcoin?

Para entender o que causou a queda do Bitcoin, é importante entender que a Rússia é um dos maiores países, com várias instalações de mineração e um volume alto de negociações. Dessa forma, um dos temores é que a saída desse país possa tirar força de mineração da rede e que pessoas locais deixem de usar a rede descentralizada.

Além disso, as bolsas de valores operam em queda nos Estados Unidos, com a Nasdaq, por exemplo, caindo 1,30% na última quinta. Ou seja, há um temor com investimentos de renda variável presente no mercado, que pode ter o sentimento também com criptomoedas.

Índice Nasdaq despencou 1,30% de valor na última quinta-feira 21
Índice Nasdaq despencou 1,30% de valor na última quinta-feira (20) /Fonte: Nasdaq

Dessa forma, o mercado mundial acompanhou os abalos nas bolsas mundiais e o banimento de Bitcoin por um novo país, registrando um medo extremo em seu sentimento, de acordo com um famoso índice.

Fear And Greed do Bitcoin na sexta 21 mostra que mercado segue com medo extremo
Fear And Greed do Bitcoin na sexta 21 mostra que mercado segue com medo extremo /Fonte: Alternative.me

Esse peso nos ombros com o Bitcoin causou queda também nas altcoins, que são correlacionadas com a maior moeda. O Ethereum, por exemplo, despencou 12% em 24 horas, enquanto a Solana perdeu 14% e Avalanche 13,5%, alguns dos casos mais chamativos dentre as principais moedas.

Apesar do sentimento negativo no mundo todo, o mercado agora acompanha se a queda continua ou se um novo suporte será formado em US$ 37 mil.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias