Querendo alugar NFTs, vítima perde 5 milhões de reais

Vítima não pesquisou antecedentes e não verificou informações antes de assinar contrato inteligente, armado para roubar todo seu acervo de Bored Ape.

O mercado de “tokens não-fungíveis” (NFT) passa por um dos piores momentos de sua curta história, após movimentar milhões de dólares em 2021. Com a queda geral do mercado, um investidor tentou alugar 14 NFTs para uma possível produção cinematográfica, sem saber que caia na rede de golpistas.

Os itens de coleções detidos pelo investidor eram da famosa coleção Bored Ape Yatch Club (BAYC), que já deteve o posto de mais valorizada do setor.

O investidor narrou que ao perder sua coleção, 14 itens foram levados pelos criminosos. Rapidamente, ele contou a todos que perdera sua milionária coleção, mas não adiantou muito.

“Acabei de ser enganado e perdi todos os meus macacos!!”

Contrato de licenciamento foi responsável por roubar NFTs que seriam alugados

Investidor e detentor de 14 NFTs BAYC, o perfil “SevenSeason” deixava em aberto a sua caixa de mensagem no Twitter para receber propostas de compras para seus itens colecionáveis. Com sua coleção famosa no OpenSea pela quantidade de itens outrora valiosos, ele acabou recebendo uma proposta um tanto quanto inusitada.

Procurado por um perfil chamado “Jason Brubeck”, que alegava ser um diretor da Forte Pictures, um estúdio cinematográfico premiado, o dono dos NFTs vislumbrou a possibilidade de lucrar ao alugar seus itens para um filme.

Com a evolução da conversa entre ambas as partes, foi entregue a ele um contrato de licenciamento que deveria ser assinado em um site. Ao que tudo indica, o domínio era fraudulento.

O investidor acreditou que seus NFTs se tornariam famosos em uma produção de cinema e resolveu assinar o contrato após um mês de conversas. Contudo, esse acabou sendo o momento em que teve todos os 14 Bored Ape roubados.

Imagens de NFTs da coleção Bored Ape que foram roubados nos últimos dias por golpista
Imagens de NFTs da coleção Bored Ape que foram roubados nos últimos dias. Reprodução: Twitter.

“Assinei uma mensagem acreditando que estava assinando um contrato de licenciamento com The Unemployed e eles roubaram todos os BAYC. Esse cara iniciou todas as conversas e me enviou o contrato em pdf antes de me pedir para ir ao site Unemployed para aceitar a licença de licitação.”

Avaliação de mercado dos NFTs roubados supera 1 milhão de dólares

A avaliação de mercado dos itens roubados era de 1 milhão de dólares, ou mais de 5 milhões de reais.

Após a ação criminosa que usou de uma sofisticada engenharia social, os criminosos foram rapidamente ao mercado e venderam os 14 BAYC na maior cotação disponível no momento. O lucro, segundo um investigador, foi de 852 Ethers.

Em questão de minutos, todo o valor em Ethereum acabou convertido em stablecoin DAI. Depois do lucro, contudo, a comunidade acompanha os passos dos criminosos, que ainda não venderam suas stablecoins e aguardam um momento para realizar a ação.

O caso mostra a importância de se ter vários endereços de criptomoedas, distribuindo valores e, inclusive, NFTs. Assim, em caso de golpes e fraudes, dificilmente o golpista conseguirá o lucro máximo.

Além disso, é importante conferir as informações antes de assinar contratos inteligentes. Isso porque, criminosos buscam cada vez mais sofisticar seus ataques contra vítimas desatentas.

Por fim, o tal diretor da Forte Pictures, “Jason Brubeck”, não é uma pessoa real. Ou seja, tudo indica que a vítima não pesquisou muito antes de celebrar o contrato fraudulento, que pode ter lhe causado um prejuízo permanente.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias