Golpistas do esquema BitConnect estão fugindo da lei

Fugindo até de seus países natais!

Siga no
Carro de Polícia
Carro de Polícia

Um dos maiores golpes da história das criptomoedas foi certamente a BitConnect. A infame pirâmide chegou ao fim, mas ainda deixa uma legião de pessoas no prejuízo. Os réus do processo da BitConnect, inclusive, encontram-se fugindo de suas obrigações.

Para a justiça, encontrar os responsáveis pelo crime não está sendo uma tarefa fácil. De acordo com um recente relatório, nem os dados públicos dessas pessoas estão atualizados mais. Com isso, ficou claro que os golpistas estão certamente fugindo da lei.

Antiga pirâmide, BitConnect tem réus fugindo dos crimes cometidos

A explicação seria porque uma ação coletiva foi aberta pelas vítimas. Entretanto, os réus dos processos não são encontrados para dar andamento no processo.

Acredita-se que alguns dos acusados estejam domiciliados nos EUA. O problema maior para a justiça é encontrar estes, que de acordo com uma lista do BehindMLM estão foragidos. De fato, 28 réus da ação coletiva ainda não foram localizados até a última semana.

Segundo algumas apurações, a justiça tem dificuldade também para encontrar os acusados estrangeiros. A explicação seria porque vários deles fugiram de seus países de origem, dificultando a ação das autoridades criminais internacionais e regionais.

Apesar das dificuldades, os autores da ação não desistiram e pretendem conseguir uma moção alternativa a estes réus. Estes estão se preparando para uma nova etapa no próximo dia 13 de setembro.

Tribunal dos EUA reconhece que golpe era oferta de valores mobiliários

Na última semana, um Tribunal dos EUA decidiu que a BitConnect realizava a oferta de valores mobiliários. Em mais uma etapa do fim deste grande golpe, os acusados ficam cada vez mais acuados pelas vítimas.

Um dos acusados do caso, Glenn Arcaro, tentou se defender das acusações. Entretanto, o juiz Middlebrooks refutou a teoria, afirmando que a empresa se encaixava como ofertante de títulos pelo Teste de Howey. Este teste segue uma padronização legal para definir um contrato de investimento para estabelecer a presença de uma oferta de valores mobiliários.

Consequentemente, determino que a BCC constituiu contratos de investimento sob Howey e que, portanto, estão sujeitos às disposições da Securities Act de 1933.

Finalmente, a BitConnect ainda é associada há algumas empresas que tentam reviver esse golpe. Mas com o DOJ dos EUA em cima dos réus e classificando esta em processos, dará mais força para futuros casos abertos e relacionados, inclusive pela SEC.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Coinbase faz homenagem a Satoshi Nakamoto em dia de listagem na NASDAQ

Pela primeira vez na história uma corretora de criptomoedas foi listada em uma bolsa de valores, marcando uma nova possibilidade para investimentos nos ativos...
Imagem: Adobe Stock

Receita Federal da Espanha notifica 15 mil investidores de criptomoedas

A Receita Federal da Espanha continua a sua missão de monitorar investidores de criptomoedas que podem não estar declarando transações e ganhos com os...

“Bitcoin criou riqueza para pessoas que não faziam parte do sistema”, diz estrategista da...

O Bitcoin é uma moeda que foi capaz de mudar muitas coisas nos últimos 10 anos, até mesmo fazendo com que Bancos Centrais e...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias