Criador do Bitcoin está preso, diz “homem mais odiado da América”

Paul Le Rox é um candidato a Satoshi Nakamoto, na visão de ex-gerente de fundo de hedge.

Desde que o bitcoin foi inventado, em 3 de janeiro de 2009, as especulações sobre quem seria a pessoa por trás do codinome Satoshi Nakamoto percorreram a imaginação das pessoas. Em busca da verdade, muitos acreditam que as provas estão nos mínimos detalhes.

Novos rumores foram compartilhados por aquele que ficou conhecido como o executivo mais odiado do mundo, Martin Shkrelli.

De acordo com ele, uma transação de bitcoin enviada a Hal Finney, a primeira da história, pode conter as provas necessárias.

Executivo mais odiado do mundo diz que Satoshi Nakamoto está preso

Saber quem é Satoshi não é uma necessidade para os fãs do bitcoin, visto que sua volta pouco mudaria o desenvolvimento atual da moeda.

Mesmo assim, a resposta para o dilema segue em aberto, embora uma publicação recente no Substack de Martin Shkrelli afirme que Paul Le Rox seja o verdadeiro criador do bitcoin.

A prova, para o executivo mais odiado do mundo, estaria na carteira em que Satoshi enviou bitcoin pela primeira vez pela rede.

“A seguir está a carteira Bitcoin que Hal Finney usou para receber a primeira transferência Bitcoin de Satoshi. 1Q2TWHE3GMdB6BZKafqwxXtWAWgFt5Jvm3.”

O endereço recebeu 10 BTCs em 12 de janeiro de 2009, sendo marcado em alguns exploradores de blocos como pertencente a Hal Finney, um dos primeiros colaboradores do bitcoin conhecidos publicamente, que morreu em 2014 devido a uma doença regenerativa.

Seguindo, Martin disse que o endereço de Finney contém uma assinatura criptografada. Ao revelar a mensagem, pode se ler que a transação “foi feita por Paul Le Roux para Hal”.

“A seguinte assinatura HM7vpPSUbNsfDHRX6gv8xxWcVNHEc/3pOk0YrVehaGoUdbWizznfzOdELkLd1EjSXsW1oE5vHAkNAPzrAVzhuoI= descriptografa para: —–INICIAR MENSAGEM ASSINADA COM BITCOIN—– Esta transação foi feita por Paul Le Roux para Hal Finney em 12 de janeiro de 2009 #bitcoin —–TERMINAR MENSAGEM ASSINADA COM BITCOIN—–“.

Mais um faketoshi?

Preso em 2012 após cometer vários crimes, Paul Le Roux se viu vinculado ao bitcoin desde 2020, quando os primeiros rumores apontaram que ele era Satoshi Nakamoto.

Ex-programador com ampla experiência, o preso já disse que ao sair da cadeia deve trabalhar com a mineração de bitcoin no futuro.

Contudo, ao que tudo indica, apenas a prova apresentada pelo executivo mais odiado do mundo não comprova que Paul seria Satoshi. Isso porque, é comum que pessoas comprem chaves privadas antigas de bitcoin e Hal Finney vendeu parte de suas moedas antes de morrer, quando tentava tratar seu problema de saúde.

Ou seja, é possível que alguém em posse da chave de Finney tenha realizado a assinatura polêmica. A última vez que o endereço “1Q2TWHE3GMdB6BZKafqwxXtWAWgFt5Jvm3” sacou valores, por exemplo, foi em 2017, quando Hal já havia falecido, o que comprova que alguém tem a posse da chave.

Chave privada de endereço que já foi de Hal Finney movimentou valores após sua morte
Chave privada de endereço que já foi de Hal Finney movimentou valores após sua morte. Crédito: Blockchain.com.

Ou seja, é possível que Paul Le Roux seja apenas mais um falso Satoshi, como tantos outros que já surgiram no imaginário popular.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias