Startup brasileira é a primeira no país a implementar cashback em Bitcoin.

Bitback é uma plataforma que possibilita realizar compras e obter de volta em Bitcoins uma porcentagem do valor gasto. A porcentagem varia de acordo com a loja parceira na qual foi efetuada a compra.

Siga no

A startup Bitback apresentou sua solução por meio da qual uma parte do valor gasto em lojas online é reembolsado em Bitcoins – ação conhecida como cashback. A iniciativa é a primeira deste tipo no Brasil.

A plataforma funciona da seguinte maneira: quando o usuário realiza uma compra junto a um dos e-commerces parceiros, ele recebe de volta uma porcentagem em Bitcoin automaticamente.

Não é necessário solicitar a quantia por meio de ticket ou meios semelhantes, provando-se ser uma plataforma bem prática. A porcentagem devolvida por meio do cryptoback (cashback em criptomoeda) varia de acordo com a loja utilizada para a compra.

O e-commerce brasileiro movimentou em 2018 mais de R$ 53 bilhões em vendas online segundo o relatório Ebit Webshoppers, e ainda 58 milhões de consumidores fizeram pelo menos uma compra online, realizando mais de 120 milhões de pedidos em lojas virtuais. Pesquisas mostram que menos de 1% desse faturamento online no Brasil passam por sites de cashback, em países como Inglaterra esse número chega a quase 20%.

Detalhando a motivação e escopo do projeto, o idealizador da iniciativa Otávio Lima declarou:

“Desenvolvemos o primeiro sistema de cashback com Bitcoin do Brasil. Temos observado todo o potencial das criptomoedas e como elas podem mudar a vida das pessoas integrando mais cidadãos ao sistema econômico e fornecendo uma alternativa a este sistema que muitas vezes exclui pessoas. Por conta disso, escolhemos o BTC [abreviação de Bitcoin] como moeda nativa para nosso sistema que, além de servir como forma de pagamento, pode também ser usada pelo usuário entrada no universo de investimento em criptomoedas. A partir daí, o usuário pode ampliar o horizonte para novas possibilidades.”

Criptomoedas são ainda tidas por muitos como uma área cinzenta, razão pela qual essas mesmas pessoas evitam investir dinheiro no meio. Considerando essa cautela, Otávio Lima decidiu que o Bitback seria a porta de entrada dos leigos no mundo dos criptoativos:

“Muitas pessoas não entram no mercado de criptomoedas por medo ou mesmo desconhecimento. Desta forma, pensei que se a entrada deles no mundo das criptomoedas fosse através de cashback, seria ótimo. Você naturalmente já compra em sites de e-commerce e, se puder ter o dinheiro de volta em Bitcoins, e ele ainda valorizar, será uma maravilha.”

O cadastro no Bitback é 100% gratuito e os Bitcoins recebidos como retorno na plataforma podem ser posteriormente retirados para qualquer carteira de BTC informada pelo usuário no momento do saque.

Mais do que uma iniciativa comercial, o Bitback é um esforço de inclusão de novas pessoas nos avanços tecnológicos e financeiros representados pelos criptoativos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org
Homem segurando criptomoedas em mão

Secretários de Macaé são acusados de enriquecimento ilícito e investimentos “elevados” em criptomoedas

Alguns secretários municipais de Macaé foram acusados em redes sociais de obter enriquecimento ilícito e negociar criptomoedas, obtendo para si vantagens indevidas. A negociação de...
Homem jogando dinheiro para cima bilionários do Bitcoin

Usuário compra bitcoin por 11 mil dólares durante flash crash da Binance

Durante uma queda repentina nos preços de várias moedas na Binance americana, onde o Bitcoin chegou a ser negociado por 8.200 dólares por menos...

Bitcoin atingiu novo recorde histórico, o que mudou na rede?

OÉ importante manter a conjuntura Macro clara, e para isso, os indicadores cíclicos continuam atualizar a cada dia que passa junto com o preço...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias