Startup de declaração de criptomoedas demite funcionários

Serviço anunciou demissões de 14% dos funcionários, mas espera que solução continue em desenvolvimento.

Uma startup de criptomoedas com sede na Inglaterra, que ajuda investidores a pagar impostos em vários países, começou a demitir seus funcionários em pelo menos dois continentes.

A crise chega em um momento em que o volume das corretoras de criptomoedas enfrenta queda, com investidores temendo mais quedas para o bitcoin.

Com menos lucros em operações de trade, consequentemente os investidores deixam de recolher impostos em países que disciplinam essa obrigatoriedade. No Brasil, por exemplo, o número de declarações por CPF diminuiu em outubro de 2022, último resultado informado pela receita.

Startup que trabalha com impostos de criptomoedas recua e demite funcionários em dois continentes

De acordo com um comunicado de imprensa da startup Koinly, com sede na Inglaterra, a empresa se prepara para atravessar o mercado de baixa das criptomoedas.

Assim, após contratar muitos funcionários, com uma expansão de 225% em seu quadro desde o início de 2022, agora a startup recua 14%. São estimados pela empresa que 100 pessoas, de dois continentes, percam seus empregos.

Para o CEO Robin Singh, a quebra do mercado no ano, acirrada pelo fim da FTX, piorou a procura de investidores para o seu serviço.

O carro chefe da empresa é uma solução calculadora de impostos, que clientes de corretoras deixaram de procurar com prejuízos.

“Estamos tomando medidas para garantir que sejamos o mais enxutos possível à medida que avançamos no inverno cripto. Embora a mudança seja uma parte inevitável dos negócios, foi uma semana triste na Koinly, pois tivemos que dispensar vários de nossos colegas.”

Investidores não estão conscientes que devem declarar seus prejuízos

Em países que obrigam investidores de criptomoedas a declarar criptomoedas, tanto os lucros quanto prejuízos são informações exigidas pelas receitas. Ainda que impostos sejam recolhidos apenas em casos de ganhos, as perdas também devem ser informadas ao fisco.

Segundo o CEO da Koinly, é justamente esse o principal problema para sua empresa hoje, visto que falta consciência aos investidores da importância de se declarar o prejuízo.

“Como uma empresa de impostos cripto, o que está nos prejudicando mais do que a atual crise cripto é a falta de consciência que os investidores de criptomoedas têm sobre o registro de suas perdas cripto. Estamos vendo menos pessoas relatando cripto em suas declarações fiscais, principalmente porque há muitas perdas este ano. No entanto, os investidores geralmente não sabem que o registro de perdas em suas declarações fiscais os beneficia no longo prazo, pois as perdas podem ser usadas para compensar os ganhos nos anos futuros.”

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias