Tecnologia blockchain auxilia Comércio Exterior brasileiro

Setor vital ao desenvolvimento da economia local ganha reforço da tecnologia criada pelas criptomoedas.

Tecnologia blockchain em conectividade global
Tecnologia blockchain em conectividade global

O governo federal lançou neste mês de janeiro o Programa Portal Único de Comércio Exterior. O comércio exterior brasileiro assim investe nas inovações e a tecnologia blockchain auxilia um setor fundamental para a economia do país.

Chamado de Portal Siscomex, o objetivo principal da inovação é desburocratizar as exportações e importações no Brasil. Para garantir o funcionamento do programa, a Serpro desenvolveu as ferramentas necessárias.

A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia (Secex/ME) acredita que com as inovações, o Brasil melhora a economia.

Vale o destaque que a tecnologia blockchain é um dos pilares de inovação do Brasil hoje.

De acordo com o gerente do Portal Único Siscomex do Ministério de Economia, Tiago Martins Barbosa, a busca é pela eficiência no setor. Dessa forma, houve um aumento das funcionalidades e aprimoramento da usabilidade de 16 módulos do sistema.

“Os principais objetivos do Programa são reformular os processos de exportações e importações, tornando-os mais eficientes e harmonizados, além de criar um guichê único para centralizar a interação entre o governo e os operadores, buscando atender com mais eficiência às demandas do comércio exterior”, afirmou Tiago

Ao longo de 2021, é esperado que todas as operações de controle da Secex estejam no sistema.

Grandes bancos já trabalham com sistema público de comércio exterior

O software trabalhará com uma sistemática para o Pagamento Centralizado do Comércio Exterior (PCCE). De acordo com a Serpro, a partir do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) numerado, o processo será simplificado e com mais segurança.

Além disso, o sistema terá integração total com a Receita Federal, facilitando a tributação das importações. Eventuais restituições também serão encontradas neste sistema.

Para isso, grandes bancos já estão integrando suas estruturas com a inovação da Secex. Os bancos Itaú, Citibank e Santander, por exemplo, já estão integrados com a solução.

Já o Banco do Brasil e Bradesco ainda estão em fase de aprovação e integração hoje.

Segurança do Comércio Exterior conta com auxílio da tecnologia blockchain

Para garantir a segurança e confiabilidade do novo sistema, a tecnologia blockchain auxilia o sistema inovador do Comércio Exterior do Brasil.

Criado pelo Serpro em conjunto com a Receita Federal, a tecnologia bConnect é a responsável pelo processo. A rede blockchain da bConnect é protegida por criptografia, registrando informações em múltiplos computadores.

De acordo com o Serpro, essa inovação garante a segurança das transações realizadas pelo Portal Único do Comércio Exterior.

“Essa é a base da tecnologia de blockchain do bConnect e é isso que possibilita a segurança, mantendo alto nível de confiabilidade, integridade e disponibilidade. Assim, o bConnect cumpre com a missão de garantir soberania e alto nível de segurança para continuidade dos negócios entre seus membros”, afirmou Paulo Ramos, Gerente de Negócios – Comércio Exterior do Serpro

Participam do consórcio do bConnect o Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai hoje.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias