Terminal Bloomberg inicia cobertura das 50 maiores criptomoedas

Ferramenta é conhecida e muito utilizada por traders profissionais.

Investidor do mercado de ações usando a ferramenta Terminal Bloomberg para olhar o mercado
Investidor do mercado de ações usando a ferramenta Terminal Bloomberg para olhar o mercado

Na última quinta-feira (9), o Terminal Bloomberg, uma das mais conhecidas ferramentas de traders profissionais, ampliou sua cobertura feita no mercado de criptomoedas. Nessa fase inicial de adoção, a ferramenta dará acesso a informações das 50 maiores moedas deste setor.

Essa ferramenta ajuda os negociantes de bolsas pelo mundo a acessarem várias informações sobre os ativos que desejam negociar, podendo assim tomarem melhores decisões com base em dados.

Desde 2013, o Terminal Bloomberg já acompanhava o preço do bitcoin no mercado, 4 anos após o lançamento da moeda digital referência do setor.

Terminal Bloomberg expande cobertura para 50 maiores criptomoedas

Com a expansão da funcionalidade, os investidores do mercado de criptomoedas terão acesso a informações e dados dos 50 maiores projetos, como Ethereum, Binance Coin, Solana, entre outras.

Além dos preços da moedas, investidores terão a sua disposição informações de índices e contratos futuros em tempo real, tornando o processo de aquisição desses ativos mais simples.

Alex Wenham, gerente de produto para criptomoedas da Bloomberg, lembra que a missão do terminal é ajudar a comunidade de investidores institucionais.

“Nossa missão é ajudar a comunidade global de investidores institucionais a incorporar ativos digitais em seus fluxos de trabalho de maneira confiável e familiar, no Terminal Bloomberg. À medida que este mercado se desenvolve, continuaremos a desenvolver nossas ofertas orientadas por dados para ajudar nossos clientes a definir e desenvolver suas estratégias nesse espaço.”

Em 2018, a Bloomberg havia expandido sua funcionalidade para além do Bitcoin, tornando fácil acompanhas às 10 maiores criptomoedas. Dessa vez, a expansão é ainda maior e cobre 50 moedas.

Para conhecer as novas funcionalidades, os clientes devem ir ao espaço {CRYP }.

Como funciona a ferramenta?

Como são milhares de criptomoedas negociadas em corretoras diariamente, em um mercado que não dorme, a qualidade das moedas e os locais em que são negociadas variam muito.

Assim, a Bloomberg tem uma abordagem baseada em dados para selecionar as criptomoedas que serão incluídas no Terminal. Essa fórmula tende a evoluir na medida em que o mercado amadurece.

Para garantir a qualidade dos dados oferecidos aos clientes, a Bloomberg mantém um rigoroso processo de avaliação, seja de suporte das custódias, acesso às negociações, capitalização de mercado e a consistência do volume de negócios.

A empresa criou recentemente os Identificadores Globais de Instrumentos Financeiros (FIGIs) para cobrir as criptomoedas, em parceria com a Kaiko. Essa ferramenta leva mais segurança aos investidores, mesmo com a falta de regulação do setor, garante a empresa.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias