Investidor envia R$ 518 mil em criptomoeda para endereço errado

Caso foi auxiliado por suporte de uma corretora e lembra que usuários devem ter atenção ao enviar fundos entre carteiras.

Siga no
Homem deprimido e frustrado, sentindo-se um perdedor sentado perto do laptop trader
Homem deprimido e frustrado, sentado perto do laptop

Um trader desatento acabou perdendo uma grande soma de criptomoedas ao enviar seus valores para um endereço errado. O caso aconteceu em maio e só veio a tona agora.

Quando algumas pessoas iniciam no mercado de criptomoedas, muitos procuram comprar os ativos o mais rápido possível, sem nem mesmo estudar os fundamentos da tecnologia.

Ou seja, mesmo que obtenham lucros em suas especulações, iniciantes desatentos estão sujeitos a perder seus valores em situações que poderiam ser evitadas caso tivessem mais preparo para manusear a tecnologia.

Um dos fundamentos que talvez seja o mais importante é justamente enviar as moedas de um endereço para outro de forma correta. Isso porque, ao iniciar uma transferência via blockchain, usuários devem saber que não há suporte técnico para essa operação, visto que ele é o seu próprio banco, detendo a responsabilidade pelas suas ações.

Ou seja, prestar atenção no endereço que receberá os valores, o valor enviado e até uma taxa de rede adequada são pontos fundamentais para trabalhar com a tecnologia das criptomoedas. Mesmo que isso não seja complicado, muitos menosprezam os conhecimentos de base.

Trader perde R$ 518 mil ao enviar criptomoeda sem atenção

O que acontece com uma pessoa que envia uma criptomoeda para um endereço errado? Provavelmente terá o valor perdido para sempre, visto que transações em blockchain são conhecidas por não terem mais volta, sendo definitivas.

E em maio de 2021, o trader Damien acabou sendo um que perdeu criptomoedas por conta deste erro no mercado.

No caso, o trader havia finalizado uma operação com DeFi e juntado US$ 98 mil, cerca de R$ 520 mil hoje. Esse valor estava em USDC e em sua MetaMask, quando o usuário resolveu enviar o valor para sua carteira da Binance.

“Em 19 de maio, após um dia produtivo de cultivo, Damien transferiu seus fundos, totalizando 98.000 em USDC, de sua carteira Metamask para sua carteira Binance.”

Quando buscava concretizar sua transação, o trader cometeu um erro comum, mas que é imperdoável, visto a tecnologia blockchain e as características dessas transações.

Assim, ao tentar trocar seu USDC por USDT, outra criptomoeda lastreada em Dólar, ele percebeu que colocou o endereço do contrato da USDC como destino de suas moedas, ao invés de colocar seu endereço de carteira da Binance, que era para onde desejava enviar a soma.

Ao perceber seu erro, segundos após iniciar a transação, ele até pediu ajuda da comunidade francesa de moedas digitais, além de pedir auxílio aos Binance Angels, visto que sua transação foi feita na Binance Smart Chain.

Final feliz acabou sendo possível com ajuda de Binance Angels

Ao procurar por auxílio na comunidade moderada pela Binance no Telegram, o trader que perdeu cerca de R$ 520 mil não esperava ser possível recuperar algum valor. Contudo, a Binance afirmou que tem um programa que possibilita que alguns valores possam ser recuperados, por meio do “BNB Pioneer Burn Program“.

Como a corretora realiza a queima de BNB com frequência, alguns usuários que erram em suas transações podem pedir estorno para a corretora, que incluí a transação errada em seu programa de queima. De acordo com um relato da corretora, os fundos de Damien acabaram sendo recuperados em menos de 24 horas após sua perda,

“Normalmente, esses fundos são perdidos para sempre na blockchain, mas graças à ajuda da comunidade francesa e dos Binance Angels, Damien foi, felizmente, capaz de recuperar todos os seus fundos.”

Vale lembrar que em redes como Bitcoin, por exemplo, a chance de recuperação poderia ser menor, visto que a rede é descentralizada e não conta com esse suporte. Além disso, confiar em comunidades nem sempre resulta em sucesso, visto que golpistas ainda podem se aproveitar do momento para pedir dinheiro das vítimas.

Ou seja, o caso de Damien lembra que ao buscar realizar uma transferência com criptomoedas, a atenção é um ponto fundamental para evitar problemas que podem ser irreversíveis.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Líder da Gas Consultoria Bitcoin em pronunciamento

“Faraó dos Bitcoins” continua preso após audiência de habeas corpus ser adiada

Glaidson Acácio dos Santos, o "Faraó dos Bitcoins", continua preso e seu pedido de habeas corpus será analisado apenas na próxima semana. Os clientes mais...
TradingView

TradingView: Mercado animado após lançamento do ETF de Bitcoin

EFT de Futuros BITO animou o mercado nessa terça-feira, empurrando o bitcoin até os 65mil dólares. Quanto tempo pode durar esse otimismo? Confira os...

Facebook não pode gerenciar criptomoedas, diz Senado americano

No mesmo dia do lançamento de sua carteira da Novi, carteira digital do Facebook, cinco senadores dos EUA escreveram uma carta para Mark Zuckerberg,...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias