Tribunal de Contas da União usará tecnologia blockchain para fiscalizar repasses no Brasil

Tribunal de Contas da União lançará projeto piloto em parceria com a Ancine.

O Tribunal de Contas da União (TCU) mencionou a tecnologia blockchain em uma ata recentemente publicada. Para o órgão, a nova tecnologia deveria ser observada como uma forma eficaz na prestação de contas no setor público brasileiro. Certamente com o reconhecimento do (TCU), a blockchain ganha ainda mais observância no país.

A blockchain possui alguns diferenciais que a fazem uma tecnologia completamente promissora. Dentre suas funcionalidades, está o registro permanente de dados, que não podem ser alterados, gerando mais transparência para diversos processos. Finalmente, esses diferenciais podem servir para diversos tipos de gestões, inclusive relacionadas à prestação de contas públicas.

Blockchain pode conquistar (TCU) no Brasil

Com um mercado novo e completamente em ascensão, a tecnologia blockchain conquista cada vez mais adeptos. Isso porque essa tecnologia é responsável por manter em pleno o funcionamento o Bitcoin, e pode também ajudar na gestão dos gastos no Brasil.

De acordo com a publicação do (TCU), a tecnologia blockchain deve ser observada pelo órgão. A descrição apresenta algumas funcionalidades da blockchain que podem servir para a gestão da prestação de contas no serviço público. Dentre as características da tecnologia blockchain, o texto destacou a velocidade dos processos e a efetividade da conclusão de verificação de informações importantes.

Projeto-piloto possui envolvimento com a Ancine

O texto destaca ainda que a tecnologia blockchain é confiável o suficiente para integrar um sistema voltado a prestação de contas no Brasil. Dessa forma, um projeto-piloto prevê a integração da tecnologia blockchain em parceria com a Ancine.

O (TCU) espera aplicar um gerenciamento de repasses voltados a Ancine. Através da agência o órgão de fiscalização deverá testar a tecnologia blockchain para gerenciar dados referentes à prestação de contas.

O texto, publicado no Diário Oficial da União, diz ainda que reuniões entre os órgãos devem selar a proposta de integração da tecnologia blockchain. Através dessa reunião será apresentado as atividades relacionadas ao projeto-piloto de integração da tecnologia blockchain na fiscalização do repasse de recursos no Brasil.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Últimas notícias