Usou dinheiro da pensão para investir em bitcoin e pode perder guarda dos filhos

Mulher é acusada também de ter abandonados os filhos

Siga no
O que é Bitcoin?
Imagem: pixabay.com

Uma disputa pela guarda dos filhos teve o bitcoin como elementos da disputa. Segundo o autor do processo, que pede a guarda de 3 filhos, a mulher teria utilizado dinheiro da pensão para investir em Bitcoin e em “outras pirâmides”, deixando os filhos passando por dificuldades.

O casal decidiu dar um ponto final na relação que durou 6 anos em 2017, o acordo foi que a mulher ficasse com os 3 filhos, e o homem então adiantou um valor de R$ 30 mil para pagar todas as despesas do ano.

Ele ficou responsável também pelo pagamento de custos relacionados a educação dos filhos. Por fim, a ex-esposa alugou um apartamento e teve o ex marido como fiador.

Mulher usou dinheiro da pensão para investir em Bitcoin e “em”outras piramides”

De acordo com autos do processo, aconselhada pelo cunhado, a mulher utilizou os R$ 30 mil para investir em bitcoin e em “outras pirâmides”.

Dessa forma, de acordo com o pai, as crianças passaram por “privações nunca antes suportadas”, como falta de internet, TV a cabo, crédito no celular, comida na geladeira etc.

“Todo dinheiro provisionado pelo pai à mãe das menores (R$ 30 mil reais), foi usado para investimentos na moeda “bitcoin” e outras pirâmides através do cunhado da Ré, e as crianças estavam sem internet, sem TV a cabo, sem crédito no celular, sem comida na geladeira, enfim, passando privações nunca antes suportadas, visto que sua genitora utilizou o dinheiro de alimentos para finalidade diversa;”

Mulher abandonou filhos

De acordo com o pai, a mãe abandonou os filhos, deixando-os sozinhos em casa, dessa forma, a mulher é acusada de abandono.

O pai afirma que a mulher mal dorme em casa, deixando as crianças sozinhas, e proibidas de dizer isso ao pai, sobe a ameaça de nunca mais poder ver a “mamãe”.

O pai ainda diz que as crianças foram proibidas de vê-lo, e de ver seus avós maternos.

“para manter segredo do “abandono afetivo” a que estava submetendo suas filhas, a Ré proibiu que seus próprios pais (avós maternos) pudessem ver ou falar com as crianças; que se tornou praxe o fato da Ré deixar a porta do apartamento destrancada, para que as crianças pudessem entrar sem ter a companhia de um adulto; que o Autor vem a este MM. Juízo clamar pela formalização da guarda imediata de suas filhas”

Investir em Bitcoin não é crime

Esta é a primeira vez que o bitcoin é citado em um processo relacionado a guarda de filhos.

Como é sabido, investir em bitcoin não é crime no Brasil, existem elementos mais críticos no processo que podem de fato fazer a mulher perder a guarda dos filhos.

O suposto abandono, por exemplo, se for provado, pode dar causa ganha ao pai. Mas o investimento em Bitcoin em si não.

E, apenas um lembrete, bitcoin não é pirâmide.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Empresa cria solução de backup quase indestrutível para carteira Bitcoin

Proteger chaves de carteiras de criptomoedas é um ponto fundamental para garantir a segurança dos ativos digitais, pensando nisso, uma empresa brasileira desenvolveu uma...
Mulher com aplicativo de Bitcoin comprar e vender

Ex-presidente da CVM faz alertas sobre compra de Bitcoin por empresas de capital aberto

A compra de criptomoedas por grandes empresas continua a chamar atenção do mercado financeiro, com algumas se questionando se elas podem ou não comprar...
Empresa Suzano Celulose

Suzano manda oficiar corretoras de criptomoedas em processo na justiça

Em um processo que corre na justiça desde 2018, movido pela Suzano Papel e Celulose S/A, a justiça mandou oficiar algumas corretoras de criptomoedas....

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias