Venezuela quer cortar zeros do Bolívar para controlar inflação

População prefere utilizar o Bitcoin ou Dólar do que a moeda emitida pelo BC local.

Siga no
Bolívar venezuelano e Bitcoin na Venezuela
Bolívar venezuelano e Bitcoin

A Venezuela quer cortar alguns zeros do Bolívar, visto que as operações com a moeda nem cabem mais na calculadora das pessoas. Essa informação foi divulgada pela Bloomberg e não recebeu comentários do governo de Nicolás Maduro.

No passado, sob o governo de Hugo Cháves, e até com o próprio Nicolás Maduro, o Banco Central da Venezuela cortou oito zeros da moeda local, em uma tentativa desesperada de controlar a inflação.

Apesar do corte de zeros, a inflação assolou do mesmo jeito a população local, com 1 Dólar valendo 3.216.572,00 Bolívares venezuelano. Com o novo corte de zeros, 1 dólar seria o equivalente a 3,2 VES.

O novo corte está sendo planejado para acontecer já no próximo mês de agosto, visto que as pessoas na Venezuela já nem conseguem mais calcular em calculadoras valores com a moeda emitida pelo Banco Central local.

A hiperinflação corroí o poder de compra da população e o dinheiro no país já é utilizado até para outros fins que não o meio de troca. Artistas de rua, por exemplo, confeccionam bolsas e carteiras com as notas que praticamente não têm mais valor no comércio.

De acordo com a Bloomberg, o objetivo dos novos cortes de zeros na moeda da Venezuela tem como principal objetivo facilitar transações. Vale o destaque que o Bolívar ainda é a nota mais utilizada por parte da população, que precisa pagar ônibus, estacionamentos e outros serviços.

Apesar dos esforços do governo de tentar salvar a moeda local com uma técnica nada convencional, a população já corre para o uso do Dólar, que fica cada vez mais comum no país, e claro, as criptomoedas.

O governo de Maduro já aceita até o pagamento de impostos com Bitcoin, antes até de El Salvador legalizar o uso dessa moeda.

Em 2020 a inflação da Venezuela fechou o ano em cerca de 3.000%, a maior da América. Mesmo nas alturas, o valor acabou sendo menor que 2019, quando a fechou em cerca de 10.000%.

Em conversa com a Bloomberg, a economista Tamara Herrera disse que sem um plano de estabilização econômica, em breve a Venezuela poderá ter que realizar outra redenominação.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Kid Bengala promete dar “madeirada” em quem vender criptomoeda

Após a sua grande carreira na indústria de filmes adultos, Clóvis Basílio dos Santos, mais conhecido como Kid Bengala, se tornou uma celebridade na internet...

Um dos maiores bancos dos EUA pode estar explorando empréstimos com Bitcoin

Com os bancos e outras instituições demonstrando cada vez mais interesse no criptomercado, podemos ver cada vez mais produtos ligados ao setor tradicional e...
Homem olhando bravo para notas amassadas de Real brasileiro enquanto segura o Bitcoin

Pesquisa revela que brasileiros acreditam no Real digital apenas no curto prazo

Muitos brasileiros acreditam no Real digital como uma tecnologia promissora de curto prazo, não para daqui a cinco anos. Pelo menos isso é o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias