Venezuelana remonta mineradoras de bitcoin para colecionadores

Peças foram lançadas nos últimos dias e atraiu atenção de fãs da comunidade.

Artista de bitcoin e mineradoras
Juls Garzon. Instagram.

Nos últimos dias, a artista venezuelana Juliette Garzón remontou várias mineradoras de bitcoin que já não funcionavam para criar com elas peças únicas e exclusivas de arte. Assim, colecionadores entusiastas puderam acompanhar o trabalho dela de perto.

A arte no mercado de criptomoedas gerou uma onda de criptoartistas, que surgiram nos últimos anos para movimentar o espaço e homenagear o bitcoin.

No último ano, o setor foi impulsionado pelas artes digitais de nome NFT, que acabaram ganhando destaque entre colecionadores pelo mundo. Contudo, a arte física segue crescendo e buscando seu espaço entre fãs maximalistas de bitcoin.

Venezuelana remonta mineradoras de bitcoin para criar arte com elas

Na última semana, a artista Juliette Garzón (ou Juls Garzón) lançou sua coleção nomeada Bit-Art, que é uma série de itens físicos que podem ser adquiridos por quem é fã do bitcoin.

Uma das coleções que ela lançou então foi a de nome “ArtMiner“, uma clara homenagem as Antminers, que são as máquinas que processam as transações de bitcoin diariamente.

“ArtMiner é uma homenagem ideal aos mineradores e o que o Bitcoin representa.”

Segundo ela, o trabalho de pintar e confeccionar os itens colecionáveis é feito a mão por ela, que planeja cada peça para ser única. Juls é uma venezuelana que reside em Miami, nos Estados Unidos, ou seja, ela sabe bem o quanto o bitcoin tem sido importante para a população de seu país natal e da cidade em que reside atualmente.

Nessa homenagem, ela liberou algumas peças, sendo que várias foram vendidas nos primeiros dias do lançamento. Pelo Instagram, a artista demonstrou seu trabalho e informou que em breve estará fabricando joias em homenagem às criptomoedas também.

A rebeldia dos porquinhos? Outra coleção desafia a lógica dos tradicionais cofres de porquinhos

Além da coleção ArtMiner, a artista venezuelana lançou também uma provocação sobre os conceitos de moedas físicas e digitais. Isso porque, outra coleção divulgada por ela é a Mr PigCoiner, que são porquinhos que desafiam a prática de se guardar dinheiro fiduciário.

“São uma coleção de porcos feitos de resina e fibra de vidro, que decidiram se rebelar e deixar de ser cofrinhos, por isso fecharam o buraco nas costas e decidiram não economizar, mas investir.”

Por enquanto, a arte de Juls pode ser vista pelo seu Instagram e ela dispõe de um WhatsApp comercial para atender aos interessados em seu trabalho, que na primeira fase já foi todo vendido.

O que mais chama atenção é que sua arte cita apenas o Bitcoin como moeda, da qual ela indica que veio para transformar o mundo das finanças.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias