Dia mentira

Entramos em Abril de 2018 com a maré vermelha dos preços das criptomoedas ainda caindo, será isso uma mentira de 01 de Abril para os investidores? Não, infelizmente é um fato, vamos as análises de algumas perspectivas.

Nesta data muitas pessoas brincaram com este fato, por exemplo Fernando Ulrich, um economista famoso do ramo das criptomoedas no Brasil, colocou em seu Facebook uma brincadeira dizendo que o “Bitcoin havia morrido”.

Obviamente, 01 de Abril é o dia da mentira e tudo não passou de uma brincadeira, quem aposta na nova economia descentralizada e sabe que o Bitcoin já está fazendo aniversário de 9 anos em 2018, sem nunca ter ficado offline e recebido um ataque hacker em sua rede, tem a consciência de que estamos em uma fase apenas.

A hype que aconteceu em 2017 e levou milhares de investidores ao mercado influenciou o preço do ativo, de forma que muitos retiraram seus lucros após um certo ponto do qual aceitaram que estava em sua estratégia de trade. Sim, a alta dos preços foi pura especulação e euforia (FOMO). Já a baixa foi puro medo e incerteza (FUD).

Analisando o preço do Bitcoin na data 01-04-2018 vemos que está igual a meados de 01-11-2017, ou seja, quem comprou em outubro de 2017 ainda está no lucro. Após isso, muitos viram um dobro de seu investimento e até triplo do mesmo, obviamente era de se esperar uma correção de preços.

O prejuízo para quem comprou em Dezembro de 2017 é claro, não há que se negar os fatos, a pessoa comprou na ATH (alta histórica), mas muitos nem sequer estudaram as consequências e foram na euforia para não ficar de fora do pump nos preços.

Dizer que o Bitcoin morreu não passa de especulação, a moeda segue firme em sua tecnologia independente do preço que as pessoas atribuem a moeda, por isso, mesmo quem ainda está no prejuízo tenha em mente uma coisa: você só está no prejuízo se considerar o Bitcoin par de alguma moeda Fiat, como o Real ou Dólar, e mesmo assim, o prejuízo só é consumado após a venda na baixa que estamos agora.

A minha dica a quem lê meu texto é a de sempre: HOLD! (hodl para os bêbados rs)