Inicio Criptomoedas 1 de cada 5 fundos de Hedge lançados em 2018 são de...

1 de cada 5 fundos de Hedge lançados em 2018 são de criptomoedas

Modalidade de investimentos em alta!

-

Compartilhe
1 de cada 5 fundos de Hedge lançados em 2018 são de criptomoedas

Não é novidade para ninguém que os preços das criptomoedas em 2018 despencaram, apesar de nesta segunda 15/10/2018 o mercado ter dado uma reagida. Mesmo com as quedas, 1 de cada 5 fundos de Hedge lançados em 2018 são de criptomoedas.

O mercado das criptomoedas em geral perdeu cerca de U$ 600 Bilhões, e apesar de uma desaceleração nos lançamentos tradicionais de fundos de hedge, ainda sim 20% dos fundos de hedge são relacionados a criptomoedas, mostrando que o potencial do mercado está cada vez mais conhecido e que investidores estão interessados na modalidade.

“No meio do declínio de 2018 nos lançamentos tradicionais de fundos hedge, os fundos de hedge criptos são uma notável aberração. Os preços das criptomoedas estão em baixa durante a maior parte do ano e a incerteza regulatória persiste em grande parte do mundo ”, disse Joshua Gnaizda, fundador da Crypto Fund Research. “No entanto, essas condições de mercado aparentemente desfavoráveis não impediram que os administradores lançassem novos fundos de hedge ligados a criptomoedas a um ritmo recorde. Embora não acreditemos que a taxa de novos lançamentos seja sustentável a longo prazo, atualmente há poucos sinais de uma desaceleração significativa”.

De acordo com a Crypto Fund Research, existem atualmente 303 fundos de hedge ligados a criptomoedas. Os fundos focados em criptos representam apenas 3% dos mais de 9.000 fundos de hedge atualmente em operação.

Fonte: Crypto Fund Research

Os ativos de fundos de hedge cripto, com menos de U$ 4 bilhões, mostra que ainda são poucos. A indústria global de fundos hedge tradicionais, por comparação, administra mais de U$ 3 trilhões.

A maior parte dos fundos de hedge ligados a criptomoedas lançados em 2018 estão nos EUA, mas houve forte crescimento no mundo todo. Outros países que também tiveram lançamentos de investimentos nessa modalidade são Austrália, Malta, China, Suíça, Holanda e Reino Unido.

No Brasil são chamados também de Fundos de Cobertura, ou Fundos Multimercado ou Fundo de Investimento Livre, que indicam formas de investimentos alternativas, que possuem graus de risco elevados ou não de acordo com cada fundo, e tendem a ser mais arrojados que fundos tradicionais de mercado.

No país o órgão responsável pela fiscalização de investimentos no país, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), autorizou o investimento em fundos estrangeiros recentemente.

Fonte: Crypto Fund Research

Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Bilionário perde R$ 512 milhões em Bitcoin após “comprar na alta e vender na baixa”

Masayoshi Son, bilionário japonês fundador do Softbank Group, perdeu mais de US $ 130 milhões (R$ 512 milhões) em investimento em Bitcoin depois de comprar...

Bitcoin já pode ser utilizado como pagamento na Amazon

O Bitcoin pode ser utilizado como forma de pagamento para compras no site da Amazon. A novidade acontece através de uma integração com um...

Especialistas: “Bitcoin atingirá US $ 1 trilhão em valor de mercado”

De acordo com Chris Burniske, um investidor, autor e sócio da Placeholder VC, o Bitcoin pode atingir um valor de mercado de US $...
 
Compartilhe
close-link
Siga o Livecoins nas redes sociais para começar e terminar o dia bem informado!