83% dos milionários da geração Y investiram em criptomoedas

Isso mostra o contraste entre estas gerações, sugerindo que embora pessoas mais idosas não estejam tão ligadas à tecnologia, as novas gerações serão as que mais aproveitarão as criptomoedas como o Bitcoin, que não depende de nenhum governo para existir.

Uma pesquisa realizada pela CNBC apontou que 83% dos milionários da geração Y, nascidos entre 1981 e 1996, dos EUA investiram em criptomoedas. Além disso, a grande maioria desta geração não planeja não pretende trocar suas criptomoedas tão cedo, pelo contrário, querem comprar mais.

O contraste de investimentos entre as gerações X e Y pode estar relacionado a tecnologia, visto que esta última está muito mais inclinada a usar criptomoedas, como reserva de valor ou como moeda.

Além disso, outro ponto que pode estar sendo crucial nesta decisão é a alta inflação dos EUA que atinge valores não vistos há 40 anos. Desta forma, muitos estão preferindo usar uma moeda que tenha um controle fixo em sua oferta, como é o Bitcoin.

Contraste de gerações

Além de mais millennials milionários estarem mais ligados às criptomoedas, como Bitcoin, a pesquisa também mostra que a riqueza de mais da metade deles está concentrada em criptomoedas do que em moedas fiduciárias, como o dólar.

Investimentos de millennials e baby boomers em criptomoedas. Fonte: CNBC

Enquanto o portfólio de 30% dos milionários da geração Y, conhecida como millennials, é composta por ao menos 74% em criptomoedas, apenas 4% dos milionários dos baby boomers, nascidos entre 1950-1964, investem nelas, com participação bem menor em suas carteiras.

Isso mostra o contraste entre estas gerações, sugerindo que embora pessoas mais idosas não estejam tão ligadas à tecnologia, as novas gerações serão as que mais aproveitarão as criptomoedas como o Bitcoin, que não depende de nenhum governo para existir.

Geração Y continuará investindo

A pesquisa realizada CNBC também aponta que apenas 6% destes milionários pretendem reduzir seus investimentos em criptomoedas. Outros 39% pretendem manter as suas posições atuais e 48% deles querem comprar ainda mais criptomoedas nos próximos doze meses.

Intenção de investimento em cripto por milionários da geração Y. Fonte: CNBC

Esta fuga para uma moeda com oferta limitada pode estar amplamente ligada a alta inflação dos EUA que atinge proporções preocupantes. Com um acumulado de 6,8% nos últimos doze meses, este é o índice mais alto desde 1982, época onde os primeiros millennials nasceram.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias