A batalha das empresas por bitcoin começou

De acordo com dados recentes, o primeiro ETF de Bitcoin dos EUA, que possui o ticker BITO, alcançou uma média de US$ 170 milhões por dia. 

Bitcoin e ações de bolsa de valores Tesla, Amazon, Google, Facebook, Netflix, Apple, Alibaba
Bitcoin e ações de bolsa de valores

Com as criptomoedas ainda com movimentação lateral é importante ficar de olho em outras métricas em relação ao Bitcoin, principalmente no interesse institucional pelo ativo digital, o que para muitos foi um dos principais gatilhos para a última alta.

Com isso em mente, alguns estão notando um certo aumento no interesse pelo Bitcoin por parte das empresas, principalmente através do investimento em ETFs. De acordo com dados recentes, o primeiro ETF de Bitcoin dos EUA, que possui o ticker BITO, alcançou uma média de US$ 170 milhões por dia. 

Esse número supera até mesmo o Fundo da GrayScale (GBTC), principal derivativo usado em investimentos institucionais, que teve uma média diária de US$ 137 milhões.

Como notado pelo analista da Bloomberg Eric Balchunas, isso demonstra que os ETFs vêm ganhando força novamente e estão em um estado saudável, mesmo tendo perdido muito interesse desde o lançamento.

“BITO passou o GBTC no volume diário em 2022, apesar de ambos estarem acima dos US$ 100 milhões, o que é um nível sólido e é superior a todos os outros ETFs do mundo. Além disso, o BITO estar a US$ 170 milhões é impressionante, considerando que o ETF tem menos de um ano.”

Os ETFs de Bitcoin sofreram um grande golpe quando a criptomoeda entrou em queda. Isso causou uma baixa considerável na procura por essa ferramenta de investimento, mas agora voltaram a ganhar mais interesse geral.

A alta procura por ETFs é um sinal de que há um interesse institucional no investimento de Bitcoin, com empresas preferindo essas ferramentas de investimento à compra direta, já que oferecem uma forma mais segura de fazer o investimento.

ETFs de Bitcoin continuam enfrentando problemas com a SEC

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) ainda não aprovou um ETF de Bitcoin no mercado à vista. Apesar de inúmeras solicitações, todas as soluções até o momento envolvem apenas derivativos.

Além disso, a Grayscale não conseguiu convencer a SEC a aprovar seu pedido para converter o GBTC em um ETF.

A esperança para uma nova temporada de alta no criptomercado ainda se mantêm caso a SEC decida aprovar algumas dessas aplicações. Essa é uma esperança que continua viva desde meados de 2019.

Recentemente foi aprovado um novo ETF com foco nem posições short no BTC, o Bitcoin ETF da ProShares (BITI). Investidores institucionais que desejam apostar na queda do bitcoin parecem estar começando a demonstrar interesse pela solução, com cerca de US$ 10 milhões em volume diário no BITI, algo considerado ótimo para uma solução tão nova.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias