A casa caiu: pirâmide financeira termina com prisão após oferecer 50% de lucro ao mês

Acontece nesta quarta-feira (16) uma Operação da Polícia Civil relacionada a Wolf Trade Club.

Siga no
Polícia cumpre mandados contra Pirâmide Financeira (Reprodução Polícia Civil - PR)

Fundada em janeiro de 2017, a Wolf Trade Club foi alvo de uma Operação da Polícia Civil. A operação acontece na manhã desta quarta-feira (20) e envolve endereços de pessoas ligadas a plataforma. A empresa, também conhecida como WTI Administradora de Bens, é apontada como uma pirâmide financeira. O esquema oferecia lucros de até 50% ao mês em investimentos mobiliários.

Com a operação, cerca de 20 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pelas autoridades. Além disso, a justiça expediu mandados de prisão temporária que são cumpridos na manhã desta quarta (16).

A Wolf Trade Club oferecia investimentos a partir de operações diárias conhecidas como Day Trade. Sem mencionar os ativos em que o esquema investia, a empresa alega que conseguia sua margem de lucro através dessas operações de alto risco.

Lucro de até 50% em investimentos suspeitos

A plataforma oferecia lucros de até 50% em investimentos na empresa. Segundo apuração do negócio, um investidor teve 50% de lucro prometido no carro que entregou para o esquema. O veículo foi avaliado em R$ 67 mil. Além dessa oferta, a empresa prometia lucros que rondavam 30% ao mês.

Acusada de ser pirâmide financeira, a Wolf Trade Club poderá encerrar suas atividades em breve. Após a operação policial, suspeitos de envolvimento no esquema devem ser detidos. De acordo com o Tribuna Paraná, o golpe pode ter movimentado R$ 30 milhões em investimentos mobiliários.

Grande parte da operação policial está concentrada em Curitiba – PR. A sede da Wolf Trade Club fica no bairro Água Verde. De acordo com a investigação, a operação deflagrou buscas em vários bairros da capital paranaense. Além disso, buscas foram também realizadas em São José dos Pinhais, que fica na região metropolitana de Curitiba – PR. As autoridades já apreenderam carros de luxo em nome dos envolvidos com a empresa.

Polícia Civil apreendeu carros de luxo (Divulgação/ Polícia Civil – PR)

Wolf Trade Club não tinha autorização da CVM

A CVM notificou a Wolf Trade Club antes da operação policial que investiga o esquema. De acordo com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa não pode oferecer produtos relacionados a investimentos no Brasil. Sendo assim, a oferta da Wolf Trade Club acontecia de forma ilegal.

O aviso sobre a CVM foi publicado em julho de 2019 e parece que a plataforma continuou suas operações. Uma entrevista coletiva do delegado André Gustavo Feltes deverá tratar de maiores detalhes sobre o caso, de acordo com a Gazeta do Povo. A investigação do esquema aconteceu através da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Consumidor (Delcon).

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Cardano. Imagem: Abode Stock

Cardano dispara e bate recorde de preço enquanto Bitcoin cai

A criptomoeda Cardano (ADA) disparou neste sábado e bateu um novo recorde de preço, enquanto isso, o Bitcoin e a maioria das principais criptomoedas...
Elon Musk interpretando Wario. Imagem: Divulgação SNL.

Cocriador da Dogecoin chama Elon Musk de “vigarista egoísta”

Pouco tempo depois de Elon Musk afirmar que estava trabalhando com desenvolvedores da Dogecoin, o cocriador da criptomoeda meme, Jackson Palmer, apareceu no Twitter...
Criptomoeda Ethereum em destaque com outras criptomoedas ao seu redor rivais

Elon Musk vai comprar Ethereum?

“Eu acredito fortemente nas criptomoedas, mas elas não podem levar a um aumento massivo no uso de combustível fóssil, especialmente carvão”, disse Elon Musk,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias