A segurança na era das criptomoedas: O papel pioneiro da Binance

Somente neste ano, a Binance respondeu a cerca de 53 mil solicitações de autoridades de todo o mundo. No acumulado do ano passado, o volume foi parecido.

No mundo das finanças digitais, a segurança é um tema de suma importância. Por ser um mercado novo, há naturalmente muito desentendimento sobre a segurança dessa indústria. E para ela crescer, é preciso que mais pessoas entendam como ela funciona.

Grandes exchanges do mundo têm trabalhado para esclarecer pontos importantes como esse, e a Binance vem liderando esse processo de algumas formas.

A corretora, reconhecida como a maior exchange de criptomoedas do mundo, tem desempenhado um papel crucial na luta contra atividades ilícitas no universo cripto.

Ela formou uma equipe de especialistas em investigações e sanções vindo de agências governamentais de todo o mundo para fortalecer o processo de segurança da corretora.

E assim ela trabalha não só para fortalecer sua plataforma, mas a segurança da indústria de criptomoedas como um todo. Claro que ela se beneficia com isso à medida que o mercado continuar crescendo, mas a percepção pública muitas vezes associa as criptomoedas a atividades ilícitas, e a realidade é diferente.

Segundo o Relatório de Crimes Cripto 2022 da Chainalysis, apenas 0,15% das transações de criptomoedas em 2021 foram relacionadas a atividades criminosas, uma queda significativa em relação a 2020, quando esse percentual era de 0,6%. Comparativamente, a quantidade de dinheiro lavado em sistemas financeiros tradicionais é vastamente superior – de no mínimo 30 vezes mais.

A natureza pseudoanônima das criptomoedas, aliada à transparência proporcionada pela tecnologia blockchain, torna as transações públicas e rastreáveis. É como se todo mundo pudesse ver os saldos das contas no sistema financeiro. Isso não só permite uma visão mais clara de atividades suspeitas, mas também facilita o trabalho das autoridades na identificação e no combate a esses crimes.

100 mil respostas a autoridades.

Somente neste ano, a Binance respondeu a cerca de 53 mil solicitações de autoridades de todo o mundo. No acumulado do ano passado, o volume foi parecido.

Além disso, a Binance oferece treinamentos e workshops para agentes e investigadores em todo o mundo, incluindo a Interpol, Europol, bancos centrais, polícias e investigadores de diversos países. Aqui no Brasil, a corretora já fez este tipo de treinamento para agentes das Polícias Civil e Federal, além do Ministério Público.

Outro ponto importante, além da rastreabilidade, é a velocidade com que esses especialistas do governo ou da iniciativa privada conseguem rastrear os fundos na blockchain.

Como ela tem caráter transfronteiriço, é possível rastrear a movimentação de fundos em todo o mundo, e as respostas para autoridades são dadas em uma média de três dias. Isso é um avanço significativo em comparação ao sistema financeiro tradicional.

A Binance teve um papel crucial em diversas investigações de alto perfil, incluindo o desmantelamento de uma gangue de ransomware (um tipo de software que controla o computador da vítima) e ajudou na recuperação de US$ 500 milhões no ataque à Poly Network. Há diversos exemplos de colaboração desse tipo em todo o mundo.

E por que é importante prestar atenção a estas ações?

Esse tipo de ação contribui para tornar todo o ecossistema blockchain mais seguro para os usuários, sejam eles grandes ou pequenos investidores.

Ao fazer isso, uma empresa também mostra seu compromisso com essa construção de um ecossistema cripto sustentável e sólido, que vai permitir que os ativos se valorizem como estamos vendo nesse ano, e que novos projetos de sucesso sejam lançados.

E além de investigar, é preciso saber quem está usando a plataforma. Quando as criptomoedas surgiram, os controles não eram rigorosos. E foram começando a se estruturar.

Hoje, é preciso mostrar que você é você e de onde seu dinheiro vem, o que ajuda no combate a crimes como lavagem de dinheiro.

A Binance, por exemplo, exige hoje que 100% dos usuários passem pelos controles de “conheça seu cliente”, o que é outro avanço significativo para a segurança do ecossistema como um todo, já que ela é a maior do mundo e muitos investidores transacionam criptomoedas dentro da plataforma.

Nos últimos anos, a exchange vem fazendo investimentos e anunciando continuamente a contratação de especialistas para ajudar neste processo de melhoria de controles.

Se no passado era mais fácil usar criptomoedas para algum ilícito, hoje o certo está ficando cada vez mais apertado. Graças a estes esforços de grandes exchanges comprometidas com o crescimento de longo prazo da indústria.

A Binance vem mostrando que além de ser uma grande exchange de criptomoedas, ela tem um compromisso com a segurança, transparência e cooperação com autoridades ao redor do mundo, o que demonstra maturidade e um senso de responsabilidade que fortalece toda a indústria.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Leia mais sobre:
Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias