Advogado que defendia golpe com criptomoeda perde licença

Ele também foi ordenado a “parar de praticar qualquer atividade de direito de qualquer forma

Siga no

Mark Scott, um advogado intimamente ligado com a OneCoin, um dos maiores esquemas de pirâmide da história do criptomercado, acabou de ser perder a licença de atuar como advogado. A decisão foi publicada ainda no final do mês passada, pelo Escritório de Direito de Nova York, no dia 20 de outubro.

De acordo com as informações do site BehindMLM, um dos maiores sites de notícias sobre empresas de marketing multinível do mundo, a licença do advogado foi retirada por que a sua conduta não está de acordo com o padrão exigido pelo escritório.

“Essas convicções surgem do fato do acusado estar envolvido em um esquema de fraude em que US$ 400 milhões em criptomoedas foram transferidas para e de contas nos Estados Unidos e países estrangeiros, assim como o papel dele em fraudar instituições federais em relação em dinheiro e propriedades através da má-representação de fatos materiais.”

Apesar de Scott ainda não ter sido sentenciado, a lei judicial de Nova York “permite cassação automática de um advogado que foi condenado por um crime.”

Ruja Ignatova, líder da OneCoin, ainda foragida da polícia.

A corte de Nova York acredita que a acusação de lavagem de dinheiro de Scott é algo que não seria o suficiente para a cassação. No entanto, a sua acusação de conspiração para cometer fraude bancária foi o suficiente.

Scott chegou a argumentar que a sua condenação está pendendo por causa de uma moção realizada pela defesa e por isso a cassação da sua licença em Nova York era prematura. No entanto, o argumento foi rejeitado.

Mas o site destaca que caso a moção de Scott consiga reverter a sua condenação, então ele pode também tentar reverter a decisão da corte de retirar sua licença.

A partir do dia 29 de outubro o nome do advogado já não faz parte dos nomes registrados em Nova York. Ele também foi ordenado a “parar de praticar qualquer atividade de direito de qualquer forma no estado de Nova York.” Scott era advogado no estado desde 1996.

Ele também tem uma licença na Flórida, mas a decisão sobre barrar a sua atuação por lá também está pendente e aguardando a decisão sobre a sua sentença por ligação com a OneCoin.

Leia mais sobre:
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Rússia pode reconhecer criptomoedas como propriedade

A Rússia tem uma história bem conturbada com relação as criptomoedas, desde projetos de lei que pretendiam criminalizar os ativos até a proposta de...

Justiça manda bitcoin.org revelar quantos bitcoins brasileiro tem

A justiça do Estado de São Paulo expediu um ofício ao Bitcoin.org, considerado o site oficial do Bitcoin no mundo todo. O caso aconteceu...
BlackFriday-Bitcoin

Bitcoin com 20% de desconto na Black Friday

O bitcoin estará à venda com desconto nesta Black Friday, quando se espera que bilhões sejam gastos em todos os tipos de produtos e...

Últimas notícias

Justiça manda bitcoin.org revelar quantos bitcoins brasileiro tem

A justiça do Estado de São Paulo expediu um ofício ao Bitcoin.org, considerado o site oficial do Bitcoin no mundo todo. O caso aconteceu...

Bitcoin com 20% de desconto na Black Friday

O bitcoin estará à venda com desconto nesta Black Friday, quando se espera que bilhões sejam gastos em todos os tipos de produtos e...

Por que o Bitcoin caiu $ 3.000 em poucas horas?

O Bitcoin não conseguiu superar seu preço histórico e caiu rapidamente de $ 19.500 para menos de $ 17.000. A moeda digital chegou enfrentar...