Em aniversário do Bitcoin, perspectivas se mostram positivas

Siga no

Nesta sexta (3), o Bitcoin faz seu décimo primeiro aniversário, renovando as perspectivas positivas de longo prazo. Isso porque, além da rede iniciar mais um ano batendo recordes, o preço do Bitcoin tende a se valorizar cada vez mais, segundo um analista.

De acordo com a Bloomberg, o Bitcoin começou o ano de forma negativa, principalmente após cair abaixo de U$ 7 mil na última quinta. Com queda em cerca de 4%, a criptomoeda chegou a fechar em U$ 6,985 no dia 2 de janeiro.

Em menos de 24 horas, o alarme do desastre se mostrou falso, com o Bitcoin recuperando seu preço nas corretoras acima de U$ 7,300. O dia 3 de janeiro é um dia de festas, que marca o nascimento da rede Bitcoin no mundo.

Em aniversário do Bitcoin, perspectivas de longo prazo são renovadas e se mostram positivas

Certamente muitas pessoas ficam confusas quando se fala em aniversário do Bitcoin. Isso porque a moeda tem dois aniversários no ano, um dia 31 de outubro e outro no dia 3 de janeiro.

O primeiro marca o nascimento do paper do Bitcoin, que apresenta a moeda enquanto tecnologia de meio de pagamento. O paper do Bitcoin foi publicado em 31 de outubro de 2008, por Satoshi Nakamoto. Em 2019, o artigo fez seu aniversário de onze anos.

Por outro lado, a rede foi inaugurada em 3 de janeiro de 2009, ou seja, este é o segundo aniversário do Bitcoin. Ao minerar o primeiro bloco da rede, chamado de Bloco Gênesis (Coinbase), Satoshi Nakamoto deu início a uma grande revolução no sistema financeiro mundial.

A ideia de criar uma moeda, livre das amarras de governos pelo mundo, provia o ideal de dar para a população liberdade financeira. “Ser seu próprio banco” é um dos lemas que o Bitcoin carrega desde sua criação, que alcança agora onze anos de pleno funcionamento.

Muita coisa mudou nos últimos anos, menos a esperança de um mundo melhor

Desde que Satoshi Nakamoto criou a moeda, muita coisa já mudou. São mais de 600 mil blocos minerados desde sua criação, com muita movimentação financeira para contar.

Além disso, o Bitcoin teve um grande crescimento de uma indústria ao seu redor. São várias empresas criando soluções atreladas a moeda, escalando esta tecnologia para algo de imenso potencial.

Claro que no meio do caminho muitos utilizaram o nome “Bitcoin” para criar golpes e pirâmides financeiras, mas estas não duram muito tempo. A própria comunidade alerta quanto aos casos e expõe estes para apresentar a verdadeira tecnologia para as pessoas: o Bitcoin não promete rendimentos mensais e garantidos.

De fato, a rede está cada vez mais segura, iniciando 2020 batendo recorde na taxa de hashs. Essa taxa, provida por mineradores da rede, mostra que há interesse em manter o Bitcoin seguro de invasores e funcionando todos os dias, sem parar por um minuto.

Outra medida que separa as corretoras sérias das incorretas é que no dia 3 de janeiro é marcado o evento Proof Of Keys. Nesta data, toda a comunidade mundial saca criptomoedas de corretoras para incentivar a custódia fora destes ambientes. Além disso, a medida visa prover transparência para o mercado, uma vez que detecta corretoras que manipulam seu volume de operações.

Tendências de longo prazo para os preços do Bitcoin são positivas

Mesmo com o aniversário do Bitcoin muitos podem se perguntar se as tendências da moeda são positivas a longo prazo. De acordo com um analista, o futuro é bastante promissor.

Para Harold Christopher Burger, o preço do Bitcoin tem subido menos que em anos anteriores. Isso seria fruto de um crescimento natural da moeda, que vê menos dinheiro fiduciário entrar no mercado. Além disso, a volatilidade do Bitcoin tem diminuído nos últimos tempos, o que diminui o risco para investidores.

Harold lembrou que o mercado cresceu, logo mover os preços se tornou uma tarefa mais árdua. Quando o Bitcoin estava em seus primeiros anos, uma compra de U$ 1 mil poderia movimentar o mercado. Atualmente, não causa nem o mínimo impacto.

Mesmo com o crescimento da moeda dando retornos decrescentes, Harold lembrou que no longo prazo as expectativas são positivas. Certamente é fundamental entrar no espaço mais dinheiro fiduciário para valorizar os preços, mas o analista lembrou que a atual liquidez do mercado diminui a volatilidade. Isso mostra que de fato o Bitcoin em seu 11º aniversário renova as perspectivas positivas para o futuro, ao mostrar amadurecimento do criptomercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Ethereum no pano

Ethereum ultrapassa Netflix, Coca-Cola e L’Oreal em valor de mercado

Na manhã deste sábado (10), o Ethereum, segunda maior criptomoeda do mundo em termos de capitalização de mercado, estabeleceu um novo recorde de preço,...
Bandeira da Rússia amassada

Banco central russo deve lançar moeda digital em 2023

Funcionários do Banco Central da Rússia revelaram que estão trabalhando no desenvolvimento do Rublo digital, a moeda digital do país que deve ser lançada...

As falácias do consumo de energia do Bitcoin

O tópico mais recente na indústria de criptomoedas é o consumo de energia de prova de trabalho (Proof-of-work ou PoW) do Bitcoin e se...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias