Aquisição controversa da maior corretora de bitcoin dos EUA custou US $13.5 milhões

Documentos recentemente revelam que a Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos, fez a sua aquisição controversa da Neutrino por US $13.5 milhões (R$52.5 milhões), tendo os seus fundadores recebido cada quase US $3 milhões (R$ 11.6 milhões).

A aquisição da Neutrino, que tinha como intuito usar a sua tecnologia para combater o uso de criptomoedas em atividades ilícitas como a lavagem de dinheiro, fez com que a Coinbase fosse criticada pela comunidade.

Isto, depois de um analista, Arjun Balaji, ter revelado que a equipe da Neutrino estava associada a uma empresa chamada Hacking Team, que vendeu spywares a vários governos, sabendo que seria usado em abusos de direitos humanos e contra jornalistas e ativistas.

Em resposta, usuários da Coinbase começaram um movimento no qual publicaram fotos e vídeos de si mesmos apagando suas contas na corretora sob a hashtag #DeleteCoinbase. Apesar de não ser claro quantos usuários apagaram as suas contas, o impacto do movimento fez com que a Coinbase reagisse.

Os documentos, que foram compartilhados com a Bitcoin Magazine, detalham que o CRO da empresa, Marco Valleri, o CTO Alberto Ornaghi, e o CEO Giancarlo Russo detinham cada um 22% das ações da Neutrino, tendo os outros 33% uma firma chamada 360 Capital, que investiu US $565,000 no projeto em Abril de 2017.

Segundos os mesmos, a Coinbase concordou em “comprar as unidades da respetiva propriedade total representando todo o capital social da Empresa,” o que fez com que cada um dos proprietários recebesse parte igual pelas suas ações. Estas partes traduziram-se em US $2.95 milhões, ou R$11.5 milhões. Já a 360 Capital recebeu quase US $5 milhões (R$19.4 milhões).

Destes valores, cerca de US $500,000 foram pagos no dia em que o contrato foi assinado, com o restante a ser transferido para uma conta da Credit Suisse. Face à revolta que os seus usuários mostraram, a Coinbase veio mais tarde a anunciar que os membros da Neutrino não iam continuar a trabalhar na empresa depois da aquisição.

A corretora, como noticiado, tem sido alvo de muita controvérsia. Recentemente, um famoso empreendedor revelou que a Coinbase bloqueou a sua conta devido a, ao que parece, uma compra de rotina de Bitcoin.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Francisco Memoria
Francisco juntou-se à comunidade crypto em 2016, altura em que começou a escrever para várias publicações na área, incluindo Bitcoin.com, CCN, e The Merkle, entre outras. Apoia o libertarismo, e é grande fã e tecnologia.

Últimas notícias