Argentina proibirá compra de dólar para quem tiver criptomoedas

Nova medida anunciada pelo Banco Central da Argentina.

Bitcoin com fundo de notas de dólar.
Bitcoin com fundo de notas de dólar.

O Banco Central da Argentina mandou proibir a compra de Dólar por pessoas que têm criptomoedas, como o Bitcoin, por exemplo. As novas medidas entraram em vigor na última quinta-feira (21), divulgadas por meio de uma comunicação oficial do governo.

A crise na Argentina assola a população local e o câmbio é um dos campos onde o governo tenta atuar para conter o problema.

O problema é tão grande que nos últimos 12 meses a inflação alcançou 64%, segundo índices oficiais do país. Ou seja, o Peso argentino não demora a ser um “peso-morto”, devido à alta depreciação da moeda frente a outros bens e moedas internacionais.

Na última quinta, parte da população saiu nas ruas para protestar contra a crise, que é uma das mais graves na América Latina.

Banco Central da Argentina muda regras e manda proibir pessoas que têm criptomoedas de compra Dólar oficial

Em uma nova comunicação, o Banco Central da Argentina (BCAR), pediu que operadores de câmbio e empresas do mercado financeiro tenham atenção com as novas regras, aplicadas de imediato.

E uma das regras é que as empresas importadoras que trabalham com criptomoedas não podem mais comprar Dólar oficial na Argentina. A nova redação impõe que as empresas não tenham utilizado criptomoedas por pelo menos 90 dias para acessar ao câmbio, assim como outros produtos estrangeiros, em valor superior a US$ 100 mil.

vii) não tenha entregue recursos em moeda nacional ou outros ativos locais (exceto recursos em moeda estrangeira depositados em entidades financeiras locais) a qualquer pessoa física ou jurídica, residente ou não residente, vinculada ou não, recebendo como contrapartida prévia ou posterior, em de forma direta ou indireta, por si ou por meio de entidade coligada, controlada ou controladora, ativos estrangeiros, criptoativos ou valores mobiliários depositados no exterior.

As medidas entraram em vigor nesta sexta-feira (22), um dia após a comunicação ser divulgada nos canais oficiais do Banco Central da Argentina.

Medida pode afastar as criptomoedas?

A nova medida do BCAR pretende afastar as criptomoedas do Dólar no país, em busca de controlar mais o câmbio do Dólar Blue, uma versão paralela da moeda norte-americana que só existe na Argentina.

Contudo, para bilionários como Michael Saylor, a solução da Argentina está no Bitcoin, visto que ao utilizar uma moeda paralela, a população já indica que não acredita e nem confia na moeda nacional.

Com alta na inflação e a nova restrição de compra de Dólar oficial na Argentina, a medida pode, ao contrário do que espera o BCAR, impulsionar ainda mais a adoção de Bitcoin no país, visto que o acesso ao mercado internacional pela população local segue ficando cada vez mais difícil.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias