Autoridades invadem corretoras de criptomoedas para investigar colapso da Terra(LUNA)

As investigações seguem as denúncias e processos abertos por vários investidores da TerraUSD que perderam tudo após a criptomoeda perder seu lastro no dólar e perder todo o seu valor. Os processos foram abertos principalmente contra Do Kwon, o fundador da Terraform Labs e o cofundador Daniel Shin.

Do Kwon, criador da Terra Luna e UST
Do Kwon, criador da Terra

O caso da Terraform Labs continua gerando ondas no mercado mundial, com autoridades ainda investigando os movimentos que levaram ao colapso da criptomoeda e o prejuízo que prejudicou muitos investidores desastrosamente. As autoridades sul-coreanas continuam realizando ações visando desvendar o caso, tratado como um esquema de fraude.

De acordo com notícias locais, as autoridades do país invadiram 15 empresas ligadas ao colapso da Terra(Luna). Entre as empresas alvos da operação estavam 7 exchanges de criptomoedas, incluindo Upbit, Bithumb, Coinone, Korbit e Copax.

A equipe de busca e apreensão era composta por agentes da Equipe Conjunta de Investigação de Crimes Financeiros e de Valores Mobiliários da Promotoria do Distrito Sul de Seul.

A equipe de investigação obteve dados relacionados à Terra (LUNA) e sua agora extinta stablecoin UST. Esses dados mostram que aproximadamente 200.000 investidores coreanos sofreram perdas com a queda maciça de preços dos tokens em maio.

Busca e apreensão

Segundo o site Yonhap, o desenvolvimento mais recente da investigação contou com uma equipe de investigadores da Procuradoria do Distrito Sul de Seul que fizeram incursões investigativas em várias exchanges criptomoedas do país, incluindo a conhecida Upbit. De acordo com a agência de notícias, a ação das autoridades aconteceu durante a manhã de quarta-feira.

As incursões incluíram a apreensão de registros de transações e outros materiais considerados valiosos na investigação das circunstâncias que levaram ao desaparecimento das moedas digitais da Terraform, TerraUSD e LUNA, que acabaram levando a um prejuízo bilionário em todo o criptomercado.

As investigações seguem as denúncias e processos abertos por vários investidores da TerraUSD que perderam tudo após a criptomoeda perder seu lastro no dólar e perder todo o seu valor. Os processos foram abertos principalmente contra Do Kwon, o fundador da Terraform Labs e o cofundador Daniel Shin.

Ambos foram acusados de fraude que causou a perda de bilhões em won (moeda fiduciária da Coreia do Sult.

Os investigadores irão analisar o material apreendido e interrogará testemunhas para determinar o tamanho do dano total da Terra(Luna). Além disso, os investigadores investigarão se Kwon e sua equipe foram responsáveis ​​por “causar intencionalmente” o colapso, apagando US$ 60 bilhões do mercado de criptomoedas em poucos dias.

Fraude

Além disso, no final de maio Do Kwon, foi acusado em uma denúncia de uma fraude em larga escala usando o Protocolo Mirror criado pela Terraform Labs. Pouco tempo depois, a Terraform foi acusada de lavagem de dinheiro por meio de uma empresa de fachada sul-coreana que prometia consultoria em Blockchain.

Como mostrado pelo Finbold, além dessas acusações, um outro funcionário, que até o momento não parece ter ligação com Do Kwon, está sendo investigado por desviar bitcoins da Terraform Labs.

Enquanto tudo isso acontece, muitos investigam e afirmam que há a possibilidade de o colapso da TerraUSD ter sido um trabalho interno.

De forma bem simples, a situação da TerraForm Labs está bem complicada, o que com certeza impede qualquer chance dela conseguir recuperar o valor do TerraUSD e de seus outros ativos, mesmo com um plano de recuperação para o ecossistema.

O caso da TerraUSD/LUNA é um grande exemplo de que grandes riscos muitas vezes estão disfarçados em projetos sólidos o que torna a atenção e pesquisa de projetos antes de um investimento algo ainda mais importante e que nunca deve ser deixado de lado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias